PM e comparsa são presos por suborno na Ilha do Governador

Após receber denúncia de extorsão praticada por supostos policiais militares, agentes da Delegacia Policial Judiciária Militar acertaram falsa entrega de dinheiro e prenderam dupla em flagrante

Por O Dia

Encontro para o flagrante foi marcado na Estrada do Galeão, no bairro da Portuguesa, na Ilha do Governador
Encontro para o flagrante foi marcado na Estrada do Galeão, no bairro da Portuguesa, na Ilha do Governador -

Rio - O policial militar Luiz Felipe da Silva da Cunha, lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Barreira do Vasco-Tuiuti, foi preso em flagrante nesta sexta-feira por agentes da Corregedoria da Polícia Militar ao tentar extorquir um homem que contraiu uma dívida ao comprar um carro. O militar, que é soldado e está na corporação desde 2014, foi contratado pelo vendedor do carro para cobrar o pagamento do comprador, que havia desistido do negócio. Ameaçado, o homem denunciou o caso à corregedoria. A prisão aconteceu em um posto de gasolina na Estrada do Galeão, Ilha do Governador, local onde o policial e o comprador extorquido iria fazer pagamento de R$ 10 mil.

Os PMs da corregedoria apreenderam com Luiz uma Mercedes Benz C-250 de cor branca, joias e uma pistola com várias munições. O agente estava acompanhado de outro homem, identificado como Walter Junior Santos da Silva, que também foi preso. Com o homem, os agentes apreenderam uma pistola calibre .380 com nove munições. Ele responderá por porte ilegal de arma de fogo. Os dois foram levados para a 37ª DP (Ilha do Governador) e logo em seguida para a Cidade da Polícia, no Jacarezinho, Zona Norte do Rio, onde o caso foi registrado.

Últimas de Rio de Janeiro