Pedro (detalhe) foi sepultado ontem, em Ricardo de Albuquerque - Fernanda Dias
Pedro (detalhe) foi sepultado ontem, em Ricardo de AlbuquerqueFernanda Dias
Por Maria Inez Magalhães e Rafael Nascimento

Rio - Um jovem, identificado como Pedro Henrique Andrade Passos, 19 anos, e portador de uma deficiência mental, foi assassinado pelo padrasto com um golpe de furadeira na cabeça, no último sábado. O crime aconteceu na Vila Kennedy, Zona Oeste do Rio. O rapaz era sobrinho do babalorixá Ivanir dos Santos, que negocia para que o assassino de Pedro se entregue. "Conversei com o pastor deles e o aconselhei a tentar contato com esse cara para se entregar. Eu nunca o vi, não sei o nome, mas o que eu sei é que quero justiça. A polícia vai achá-lo e o prenderá", disse.

Inicialmente, foi apurado que Pedro possuía síndrome de Down, mas Ivanir Santos disse que, na verdade, ele era portador de uma deficiência mental. O líder religioso contou que, a mãe da vítima, Valeska Ferreira Passos, irmã dele, disse que o filho foi golpeado após uma discussão com o padrasto no quarto do rapaz.

De acordo com Ivanir, o assassino teria ficado irritado com Pedro, que teria tratado mal Valeska durante uma briga dele com o irmão. A mãe separou a discussão e Pedro foi para o quarto dele, seguido pelo padrasto. "Durante o desentendimento, o padrasto jogou a furadeira que acertou o jovem na cabeça", contou Ivanir.

O menino chegou a ser socorrido para o Hospital Pedro II, em Santa Cruz, e depois foi transferido para o Albert Schweitzer, em Realengo, mas não resistiu aos graves ferimentos e morreu. A Delegacia de Homicídios da Capital está investigando o caso e buscas pelo assassino estão sendo feitas na comunidade.

Ivanir disse que não sabia da união de Valeska com o companheiro e que eles estariam juntos há uma semana.

A brutalidade do crime chocou até diretor do Departamento Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa (DGHPP), Antonio Ricardo. "Em 20 anos de carreira nunca vi nada igual. Esse assassino é um monstro", disse o delegado.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde disse que o corpo do jovem foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), que irá determinar a causa da morte. O enterro de Pedro Henrique acontece nesta terça-feira, às 16h, no Cemitério de Ricardo de Albuquerque. 

Colaborou Caio Cardoso

Você pode gostar