Crivella assina contrato para a construção de 1.440 unidades habitacionais

Medida vai beneficiar 5,7 mil moradores de baixa renda do programa Minha Casa Minha Vida

Por O Dia

Da esquerda para direita: secretário Sebastião Bruno, prefeito Crivella, superintendente da Caixa Econômica e representante da construtora Dimensional
Da esquerda para direita: secretário Sebastião Bruno, prefeito Crivella, superintendente da Caixa Econômica e representante da construtora Dimensional -

Rio - O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, assinou, nesta quarta-feira, contrato com a Caixa Econômica Federal para construção de 1.440 unidades habitacionais do programa "Minha Casa, Minha Vida" na Mangueira, na Zona Norte, e em Cosmos, Zona Oeste. Mais de cinco mil pessoas serão beneficiadas. A cerimônia aconteceu no Palácio da Cidade, em Botafogo, na Zona Sul do Rio.

"Estamos fazendo mais do que o programa Minha Casa Minha Vida. Estamos fazendo o lar de meninos e meninas, de senhoras e senhores, que vão poder viver com dignidade", destacou Crivella, ao lado do superintendente da Caixa, Claudio Martins, do secretário municipal de Infraestrutura e Habitação, Sebastião Bruno, e de representantes das construtoras. 

A estimativa é que os apartamentos sejam entregues em 2020. Os seis novos condomínios serão os seguintes: Residencial Dona Zica (300 unidades), Residencial Cartola (160) e Residencial Zicartola (240), na Mangueira, Zona Norte; Vivendas dos Canarinhos (200), Vivendas dos Bem-te-Vis (240) e Vivendas dos Sabiás (300), em Cosmos, Zona Oeste. 

Os condomínios da Mangueira serão construídos no terreno do antigo prédio do IBGE, que abrigava moradores em condições precárias e foi implodido pela Prefeitura no ano passado. Essas pessoas serão reassentadas nos novos edifícios. Em Cosmos, os futuros moradores serão famílias que sofreram com a calamidade das chuvas de 2010. Atualmente, enquanto aguardam as novas casas, todas recebem Auxílio Habitacional Temporário. 

Inscrições no 'Minha Casa, Minha Vida' 

Os interessados em concorrer aos sorteios dos imóveis do Programa Minha Casa Minha Vida devem se inscrever na Rua da Constituição, 34, no Centro. Poderão participar do programa pessoas com mais de 18 anos, que não possuam casa própria ou financiamento habitacional em qualquer localidade do Brasil e que nunca tenham sido beneficiadas por programas de habitação social do governo. 

A relação de documentos para a adesão é a seguinte: 

· Documentação original do titular do cadastro e do cônjuge, se houver; 

· carteira de identidade; 

· certidão do registro civil; 

· CPF; 

· comprovante de residência; 

· contracheque ou comprovante de benefícios nos casos de aposentado/pensionista, que comprove renda familiar bruta de até R$ 1,8 mil; 

· carteira de trabalho; 

· título de eleitor; 

· certidões de nascimento de filhos menores de 18 anos; 

· laudo médico atual com identificação da doença e CID (nos casos de portadores de necessidades especiais).

Últimas de Rio de Janeiro