Vigilância Sanitária capacita profissionais da alta gastronomia

De olho nas boas práticas de higiene, novo restaurante solicita qualificação para garçons, copeiros, bartender, maitre e até chef de cozinha

Por O Dia

Vigilância Sanitária capacita profissionais da alta gastronomia
Vigilância Sanitária capacita profissionais da alta gastronomia -

Rio - Um grupo de 80 profissionais de diversas áreas da manipulação de alimentos foi capacitado nesta quarta-feira, no curso gratuito de boas práticas de higiene promovido pela Subsecretaria de Vigilância, Fiscalização Sanitária e Controle de Zoonoses da Prefeitura do Rio. São copeiros, garçons, bartender, estoquistas, maitre e até chef de cozinha, entre outros que vão trabalhar no Sal Grosso, segundo restaurante carioca com a marca do chef Henrique Fogaça, jurado do MasterChef Brasil. 

A capacitação foi solicitada pela administração do novo restaurante que a rede de alta gastronomia de São Paulo inaugura em breve também na Barra da Tijuca, onde há três meses funciona o Sal Gastronomia, com todos igualmente qualificados pela Subsecretaria. Com orientações e alertas sobre riscos da transmissão de doenças por alimentos, o curso foi conduzido pelo médico-veterinário Luiz Carlos Coutinho, da equipe da Superintendência de Educação da Vigilância.

"Falamos da higiene dos equipamentos, do ambiente em geral e da higiene pessoal do profissional, como a higienização das mãos e os cuidados com os uniformes, as unhas e os cabelos. Alertamos também para a origem, a temperatura e o local de armazenamento dos alimentos, sempre recebendo olhares surpresos com diversas perguntas e da certeza de que esta capacitação em muito contribui para minimizar os riscos de doenças. É um grande avanço vermos restaurantes da alta gastronomia solicitar qualificação para seus funcionários, em um movimento que demonstra a preocupação com as boas práticas de higiene e adequação às normas sanitárias, comprovando a importância do nosso trabalho", diz Coutinho, destacando que os alunos são certificados com a carteira de manipulador de alimentos emitida pela Vigilância. 

As capacitações 

O curso de noções básicas de higiene para manipuladores de alimentos é uma das diversas capacitações, todas gratuitas, oferecidas ao longo do ano pela Vigilância Sanitária. A agenda de 2019 foi aberta no último dia 23, com a qualificação em manipulação e conservação de alimentos, saúde e zoonoses voltada para ambulantes, trabalhadores formais e donos de estabelecimentos de alimentos, de beleza e os que comercializam produtos relacionados à saúde humana e animal, como pets, farmácias e consultórios médicos e dentários. Em 2017 a Vigilância capacitou 13 mil pessoas, o dobro das 6.613 no ano anterior. Já em 2018 foram mais de 20 mil qualificados em 526 turmas de 14 modalidades, número que esse ano saltou para 20. 

Entre as novidades, estão os cursos sobre o funcionamento de farmácias de manipulação; o controle de vetores e pragas urbanas; e o de adequação ao primeiro Código de Vigilância Sanitária do município, esse com datas a serem definidas. As turmas têm, em média, 50 vagas, com aulas que acontecem em um único dia, a maioria, no auditório da subsecretaria que fica na Rua do Lavradio, 180, na Lapa. Para participar, basta acessar o site www.prefeitura.rio/vigilanciasanitaria, conferir as opções e fazer a inscrição pelo e-mail geducavisa@gmail.com

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários