Ato na Candelária lembra vítimas de tragédias recentes no país

Culto lembrou vítimas de Brumadinho, CT do Flamengo, enchentes do estado e a morte de jornalista Ricardo Boechat

Por O Dia

Ato na Candelária lembra vítimas de tragédias recentes no país
Ato na Candelária lembra vítimas de tragédias recentes no país -

Rio - A Arquidiocese do Rio realizou um culto, na manhã desta sexta-feira, em lembrança das vítimas das tragédias recentes do Brasil: Brumadinho (Minas Gerais); do incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo, que vitimou 10 adolescentes e deixou três feridos; das sete mortes em consequência das enchentes do estado; do acidente de helicóptero que resultou a morte do jornalista Ricardo Boechat e do piloto Ronaldo Quattrucci.

De acordo com o arcebispo do Rio, cardeal Dom Orani João Tempesta, é preciso levar paz e esperança para a população brasileira, que está tão abalada com os últimos acidentes. “De certa forma, todos somos machucados com os acontecimentos. Então quisemos fazer um gesto que diz tenham esperança, mesmo com todo sofrimento e dificuldade. Estamos juntos com nosso povo, reunidos, cheios de esperança”, declarou. 

Embora organizado pela comunidade católica, a cerimônia recebeu representantes de diversas religiões, como as de matriz africana, muçulmana e judaica. Os líderes disseram palavras de apoio e de motivação para as cerca de 300 pessoas que acompanhavam a celebração.

Integrantes do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, que auxiliaram nas buscas de vítimas em Brumadinho, foram homenageados. O capitão bombeiro Rodrigo Barbosa disse que a corporação foi multiplicada durante a missão, graças ao trabalho voluntário.

O cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta - Onofre Veras/Parceiro/Agência O Dia

“Foi uma mensagem de esperança para a gente. Todos se uniram e quem podia lavar uma farda, nos ajudava lavando, outros nos ajudavam servindo alimentação. O amor ao próximo foi latente naquele local. Nossos sentimentos a todas as vidas perdidas e nossa saudação aos bombeiros que continuam nas buscas”, disse Barbosa.

Ato na Candelária lembra vítimas de tragédias recentes no país - Onofre Veras/Parceiro/Agência O Dia

Os músicos da Orquestra Maré da Manhã — projeto que atende 4 mil pessoas —  também participaram do ato. “Cada um pode retribuir com aquilo que faz, eu sei que é pouco, mas a música pode trazer um pouco de tranquilidade, quem sabe até esperança. Que a gente possa ter força nesse momento de dificuldade e seguir bem no ano de 2019”, afirmou o maestro Felipe Kochem. .

*Com informações da Agência Brasil 

Galeria de Fotos

Ato na Candelária lembra vítimas de tragédias recentes no país Onofre Veras/Parceiro/Agência O Dia
Ato na Candelária lembra vítimas de tragédias recentes no país Onofre Veras/Parceiro/Agência O Dia
Ato na Candelária lembra vítimas de tragédias recentes no país Onofre Veras/Parceiro/Agência O Dia
O cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta Onofre Veras/Parceiro/Agência O Dia
Ato na Candelária lembra vítimas de tragédias recentes no país Onofre Veras/Parceiro/Agência O Dia
Ato na Candelária lembra vítimas de tragédias recentes no país Onofre Veras/Parceiro/Agência O Dia

Comentários