DH faz perícia para apurar possível ação de 'snipers' em mortes em Manguinhos

Trabalho de perícia dos agentes da especializada é acompanhado por integrantes do Ministério Público do Rio (MPRJ), da Defensoria Pública do Rio e representantes de moradores da comunidade de Manguinhos

Por O Dia

Moradores relatam que policiais atiraram de torre na Cidade da Polícia
Moradores relatam que policiais atiraram de torre na Cidade da Polícia -

Rio - A Delegacia de Homicídios (DH) realiza, na tarde desta segunda-feira, uma nova perícia para apurar duas mortes ocorridas em Manguinhos, em janeiro deste ano. Denúncias de moradores apontam para a ação de atiradores de elite (snipers) de uma torre da Cidade da Polícia, em frente à comunidade, e que eles seriam os responsáveis pelos crimes.

O trabalho de perícia dos agentes da especializada é acompanhado por integrantes do Ministério Público do Rio (MPRJ), da Defensoria Pública do Rio e representantes de moradores da comunidade de Manguinhos. Carlos Eduardo dos Santos Lontra, 27, e Rômulo Oliveira da Silva, 37 anos, foram mortos nos dias 25 e 29 de janeiro, respectivamente. Um jovem de 22 anos também foi baleado, mas o disparo não atingiu nenhum órgão vital e ele sobreviveu.

Moradores relatam que policiais atiraram de torre na Cidade da Polícia - Marcio Mercante / Agência O Dia

A principal testemunha é o próprio sobrevivente de 22 anos – que participa da perícia realizada pela Polícia Civil. Segundo o jovem, ele estava comprando água de coco quando foi atingido nas costas. Na última segunda-feira, uma perícia foi realizada na torre e, de acordo com os agentes, não foi encontrada nenhuma marca de apoio que viabilizasse a ação de snipers.

De acordo com uma representante do coletivo 'Mães de Manguinhos', que preferiu não se identificar, a ação de atiradores contra moradores tem sido constante. "Oito pessoas já foram alvejadas, inclusive meu filho. Todos têm medo, a área é próxima ao campo de futebol e do comércio local".

Fabiane da Silva, mulher de Rômulo, falou das mortes durante o enterro do marido, no final de janeiro. Ela afirmou que os tiros foram dados da torre da Cidade da Polícia e que a mesma tem que ser retirada do local. A viúva pensa em se mudar da região.

Na época, a Secretaria de Estado de Polícia Civil informou que não autorizou nenhuma ação de atiradores de elite de dentro da Cidade da Polícia.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Moradores relatam que policiais atiraram de torre na Cidade da Polícia Marcio Mercante / Agência O Dia
Moradores relatam que policiais atiraram de torre na Cidade da Polícia Marcio Mercante / Agencia O Dia
Moradores relatam que policiais atiraram de torre na Cidade da Polícia Reprodução/ TV Globo

Comentários