Segurança de miliciano 'Marquinho Catiri' é preso na Zona Oeste

Homem foi encontrado por agentes da Polícia Civil em Bangu

Por RAFAEL NASCIMENTO

 Marcos Antônio Figueiredo Martins, conhecido como 'Marquinho Catiri'
Marcos Antônio Figueiredo Martins, conhecido como 'Marquinho Catiri' -

Rio — Um segurança do miliciano Marcos Antônio Figueiredo Martins, conhecido como "Marquinho Catiri", foi preso, no final da tarde desta terça-feira, na comunidade do Catiri, em Bangu, Zona Oeste do Rio, durante a Operação Volante.

Harllon de Brito Almeida já vinha sendo investigado por policiais do Departamento Geral de Combate à Corrupção ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro ( DGCCOR-LD) e da 35ª DP (Campo Grande). Contra ele havia diversos mandados de prisão.

De acordo com o delegado Thiago Neves Bezerra, no momento que Harllon foi preso ele estava com uma camiseta ostensiva da Polícia Civil, capa de um colete à prova de balas, carregador e munições de pistola 9mm. Além de um HB20 roubado.

O delegado disse ainda, que Harllon vai responder por porte ilegal, receptação e associação criminosa.

'Marquinhos Catiri' miliciano mais atuante de Bangu

Apontado como chefe de uma milícia que atua na Zona Oeste, “Marquinho Catiri", foi preso por agentes da Delegacia de Repressão as Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (Draco) em outubro do ano passado. Ele estava acompanhado de três PMs: um agente da ativa, lotado na UPP São Carlos, identificado como cabo Bruno Ramalho; outro policial militar da reserva, Pedro Paulo dos Santos; além do militar do Exército — que de acordo com a Polícia Civil estariam fazendo a segurança do miliciano. Todos foram detidos em uma academia de ginástica no Shopping Nova América, em Del Castilho, na Zona Norte do Rio.

No dia da prisão de Catiri, os agentes ainda encontraram quatro pistolas, todas elas com carregadores, jóias e uma quantia em dinheiro que estava no carro do miliciano.

Comentários