Polícia localiza laboratório clandestino de cigarros eletrônicos no Grajaú com ajuda do Disque Denúncia - Divulgação
Polícia localiza laboratório clandestino de cigarros eletrônicos no Grajaú com ajuda do Disque DenúnciaDivulgação
Por O Dia

Rio - Um laboratório clandestino de cigarros eletrônicos foi descoberto e dois homens foram preso por policiais do 6º BPM (Tijuca), na tarde desta quarta-feira, no Grajaú, Zona Norte do Rio. As informações foram repassadas pelo Disque Denúncia sobre local utilizado para fabricação e comercialização de cigarros eletrônicos contrabandeados. 

De acordo com o Disque Denúncia, as equipes montaram vigilância nas proximidades de um edifício, localizado na Rua Bambui, e conseguiu deter Kássio Renato Alves dos Santos no momento em que ele entregava uma sacola com seis frascos de essência de fumo para um de seus clientes, identificado por Pedro José Vieira de Souza, e que pagou a quantia de R$ 150,00 em espécie pela venda dos produtos ilícitos.

Os agentes foram até um apartamento, no segundo andar do edifício, utilizado por Victor Eduardo da Cunha Batista, como laboratório para fabricação e mistura de essências, guarda e comercialização dos produtos ilícitos. Após uma revista em todo o imóvel, a equipe encontrou diversas caixas com cigarros eletrônicos e a quantia de R$ 4.630,00 em espécie.

Segundo a PM, foram apreendidos na ação: R$ 4.780,00 em espécie, 231 cigarros eletrônicos de diversas marcas , 84 baterias para cigarros eletrônicos de diversas marcas, cinco sacos de 90 kg com frascos de essências de sabores variados, três sacos de 17 kg com frascos vazios, 94 garrafas com misturas para essências, 157 embalagens para bateria, uma balança digital, 5 mil eppendorfs, um banner e um caderno de anotações.

 

 

Você pode gostar
Comentários