Estudantes denunciam cancelamento de cursos oferecidos pela Faetec - Reprodução
Estudantes denunciam cancelamento de cursos oferecidos pela FaetecReprodução
Por Maria Luisa de Melo

"Curso cancelado", assim foi riscado um papel que continha dias e horários em que era oferecido o curso de Libras, na unidade da Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica) da Tijuca. A imagem, compartilhada nas redes sociais, gerou revolta de usuários da rede técnica.

Alunos alegam o cancelamento de diversos cursos, mas a Fundação nega. Em nota, o órgão informou que as unidades funcionam parcialmente, por falta de docentes. Ao todo, pelo menos 1 mil, dos 30 mil alunos da rede técnica, foram afetados pelo "adiamento" das aulas.

Em entrevista ao jornal O Dia, publicada no último dia 17, o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Rodrigues, informou que 1.270 profissionais foram demitidos da Faetec este ano, por conta de um cumprimento de decisão judicial. Ainda segundo informações do secretário, houve um estudo feito pelo próprio governo que indicou a necessidade de manter 630 profissionais.

Uma liminar concedida na semana passada garantiu a contratação de 637 profissionais de forma temporária. O que ainda não foi efetivado. Todos estes profissionais, segundo o secretário, servirão para ministrar aulas do ensino técnico. 

A lista de cursos e unidades afetadas não foi informada pela rede técnica.

Você pode gostar
Comentários