Ação da Polícia Militar no Rio e na Baixada prendeu 12 suspeitos de envolvimento no roubo de carros - fotos de Severino Silva/Agência O Dia
Ação da Polícia Militar no Rio e na Baixada prendeu 12 suspeitos de envolvimento no roubo de carrosfotos de Severino Silva/Agência O Dia
Por RAFAEL NASCIMENTO

Rio - Agentes de sete batalhões da Polícia Militar realizaram uma megaoperação, nesta sexta-feira, contra o roubo de carros nas zonas Oeste e Norte da capital e na Baixada Fluminense. A Operação Corte Cego, como foi chamada, envolveu mais de 200 PMs espalhados nas principais estradas do Rio, abrangendo 18 bairros da capital e quatro municípios da Baixada.

Três pessoas foram mortas, doze foram presas e cinco ficaram feridas. Além disso, foram apreendidas seis pistolas, três granadas, 22 motos, seis carros, oito munições calibre 9mm, um carregador, cinco radiotransmissores e drogas ainda não contabilizadas.

Preso chega na 39ª DP (Pavuna) - Severino Silva / Agência O Dia

A área atendida pelo 41º BPM (Irajá) foi delimitada como núcleo da operação por ser um dos principais redutos de quadrilhas especializadas em roubos de carros. Entre as dez Áreas Integradas de Segurança Pública (AISP) com maior incidência de roubos de veículos no estado, seis são vizinhas do 41º BPM.

De acordo com a PM, os carros roubados nessas regiões são, em sua maioria, levados para as comunidades do Chapadão e o Complexo da Pedreira para serem desmanchados, motivo pelo qual a operação recebeu o nome de Corte Cego. A ação dos criminosos impacta a vida de 1,5 milhão de pessoas, que circulam nesses bairros da Zona Norte do Rio.

Ação acontece em vários bairros do Rio e da Baixada - Severino Silva / Agência O Dia

Além de equipes do 41º BPM, participam da ação policiais do Bope, BPChq, BAC, GAM, 9º BPM (Rocha Miranda), 14º BPM (Bangu), 15º BPM (Caxias), 16º BPM (Olaria), 20º BPM (Mesquita) e 21º BPM (São João de Meriti).

Blindado da PM na operação - Divulgação / Polícia Militar

Você pode gostar
Comentários