Justiça dá cinco dias ao Flamengo para evitar interdição do Ninho e bloqueio de R$ 57 mi

Ministério Público e Defensoria Pública pediram interdição e de bloqueio dos bens na quarta

Por Agência Brasil

No último dia 8, um incêndio atingiu o alojamento da base do Flamengo no Ninho do Urubu, em Vargem Grande
No último dia 8, um incêndio atingiu o alojamento da base do Flamengo no Ninho do Urubu, em Vargem Grande -

Rio - A Justiça do Rio deu ao Flamengo um prazo de cinco dias para o clube se defender e impedir a interdição total do Ninho do Urubu e o bloqueio de R$ 57,55 milhões. Os pedidos de interdição e de bloqueio dos bens foram feitos pelo Ministério Público estadual (MPRJ) e pela Defensoria Pública do estado, na quarta-feira.

O MPRJ e da Defensoria pedem a interdição do CT até que as instalações em Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio, estejam completamente seguras e regularizadas junto ao Corpo de Bombeiros e pela prefeitura.

Já o bloqueio foi solicitado para que seja viabilizada a indenização dos familiares das vítimas do incêndio no Ninho, pedida pela Defensoria.

O juiz Bruno Monteiro Rulière atendeu a um pedido do Flamengo para que o clube tenha o prazo para se defender.

Comentários