Mais Lidas

Polícia pede prisão preventiva de homem que agrediu ex com soquete de feijão

Agressor alegou que estava sob efeito de drogas e disse que não queria matar a mulher

Por O Dia

Homem que agrediu mulher em Barra Mansa com soquete de feijão. Ele admitiu agressões
Homem que agrediu mulher em Barra Mansa com soquete de feijão. Ele admitiu agressões -

Rio - A Polícia Civil pediu a prisão preventiva do homem que agrediu a ex-mulher neste domingo em Barra Mansa, no Sul Fluminense. Segundo informações da 90ª DP (Barra Mansa), o inquérito policial já foi concluído e o delegado titular fez a representação na 1ª Vara Criminal daquele município e aguarda a decisão da Justiça.  

Paulo Roberto Lopes da Silva Júnior, de 30 anos, acusado de espancar a ex-companheira, Luana Cunha da Silva, de 35 anos, confessou que agrediu a vítima. Ele alegou que estava sob efeito de drogas e disse que não queria matar a mulher. "Queria só desmaiar ela (sic) e dar uns tapas", disse Paulo Roberto, em entrevista ao SBT Rio.

O agressor alegou estar arrependido. "Estou arrependido e vou pagar pelos meus erros. Eu gosto muito dela e estou muito arrependido", contou. Perguntado se vai se entregar, ele respondeu. "Eu vou me entregar, parceiro, que pressa é essa?", o agressor questionou.

Luana recebeu socos e chutes por pelo menos meia hora, ela também foi golpeada diversas vezes com um soquete de feijão de madeira. Há suspeita de que ela também tenha sido chicoteada com fio de luz, também apreendido pela polícia.

Com o rosto desfigurado por conta de vários traumas nos olhos e boca, Luana, que perdeu dentes, foi internada desacordada e em estado grave na Santa Casa de Misericórdia de Barra Mansa.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários