Rio de Janeiro completa 454 anos nesta sexta-feira (1º)
 - Márcio Mercante / Agência O Dia
Rio de Janeiro completa 454 anos nesta sexta-feira (1º) Márcio Mercante / Agência O Dia
Por Fábia Oliveira e Karilayn Areias

Rio - O Rio de Janeiro completa 454 anos nesta sexta-feira (1°) e a data será marcada por diversas comemorações. Entre as celebrações, está a tradicional festa organizada há quase 40 anos pela Sociedade Amigos da Rua da Carioca e Adjacências (Sarca). Durante o evento, um bolo de 20 metros será oferecido a cariocas e turistas.

Segundo Roberto Cury, presidente da associação, a festa, é uma forma de celebrar a Cidade Maravilhosa e o espírito festeiro típico do carioca da gema. "Vamos fazer bonito e dar um basta em tanta tragédia. É preciso ter mais carinho e amor pelo Rio", diz. 

O evento começa às 10h com cortejo da Banda do Sarca pelas ruas do Centro. Às 11h, o grupo se concentra no Largo da Carioca, local onde espera pelo Arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, e a imagem peregrina de São Sebastião, padroeiro da cidade. Participam do evento o governador Wilson Witzel, além de personalidades como Selminha Sorriso e Antônio Queiroz. A festa será encerrada com um baile popular com apresentação da Orquestra Bianchini. 

Mais cedo, às 8h, uma missa será celebrada no Santuário Basílica de São Sebastião, na Tijuca, na Zona Norte, também conhecido como a Igreja dos Frades Capuchinhos.

Nesta sexta-feira, também estreia no Bondinho a exposição "O Pão de Açúcar e a cidade: um amor antigo". A mostra tem fotos e textos sobre o Rio de Janeiro e vai até o dia 31 deste mês. 

Surgimento do Rio de Janeiro

Fundada em 1° de março de 1565 por Estácio de Sá, a nomeação da cidade São Sebastião do Rio de Janeiro foi uma resposta dos portugueses ao franceses que se estabeleceram nesta região, que era importante devido a posição estratégica da Baía de Guanabara. Por conta disso, uma zona portuária e comercial se desenvolveu por aqui. 

No final do século XVIII, a cidade foi abalada por uma crise econômica, mas teve a economia reaquecida devido a chegada da família real em 1808. 

Um dos grandes marcos foi a gestão do prefeito Pereira Passos, conhecida pela política do "bota-abaixo":  processo de reformas urbanas realizado a partir de 1903. Em 1960, deixou de ser capital do país.

Personalidades se declaram para o Rio

Zeca Pagodinho, compositor e cantor

"O Rio é a cidade que eu mais amo. Não vivo sem o meu Rio de Janeiro e tenho fé que ele ainda vai voltar a ser a Cidade Maravilhosa sem violência e sem crianças nas ruas."

Dudu Nobre, compositor e cantor

"A gente sempre tem uma perspectiva positiva de tudo na vida. Procuro ser otimista, assim como a maioria dos cariocas. O espírito carioca contagia. Tenho muito orgulho de ter nascido no Rio e ser um representante do samba, que é um ritmo genuinamente carioca.”

Latino, cantor

"O Rio de Janeiro é realmente uma cidade maravilhosa! Eu acredito que tudo vai melhorar, temos que acreditar! Um povo carismático, com um talento nato pra ser feliz. Cidade palco dos maiores eventos do nosso país. Eu sou carioca, eu acredito que o Rio vai voltar a ser a cidade maravilhosa dos nossos sonhos. Temos praia, montanha... Temos belezas naturais incríveis e um povo único. Deus abençoe o Rio de Janeiro por mais um ano de vida!”

Helô Pinheiro, eterna musa e garota de Ipanema

"A data representa uma grande conquista por Estácio de Sá fundar a cidade que passou a ser maravilhosa . Sempre devemos ter boas perspectivas. Esperança e fé são sentimentos que todo carioca tem. Desejo que o nosso querido prefeito Marcelo Crivella, com seu empenho e orações, possa fazer reinar a paz em nossa cidade.”

Elymar Santos, cantor

"Tudo o que o carioca deseja nesse momento, é um Rio de Janeiro menos violento. Com paz e harmonia entre as pessoas, com segurança... e que a gente possa ter o nosso direito de ir e vir assegurado, como tínhamos tempos atrás. A gente quer ter a liberdade de caminhar pelas ruas maravilhosas do Rio de Janeiro sem perigo. É isso o que o carioca quer nesse momento: liberdade para caminhar sem medo do Leblon até Santa Cruz. Apesar de ser aniversário do Rio, o Rio está muito triste.”

Ludmilla, cantora

"Eu amo o Rio de Janeiro! Além de ser minha casa, é um lugar que me traz muita lembrança boa e é uma cidade que acolhe a todos o ano todo. Tem o seu próprio ritmo, a sua própria energia. Parabéns, Rio!”

Jojo Todynho, funkeira

"No aniversário do Rio, o negócio é comemorar a força e a garra desse povo! Gente que batalha todos os dias por uma vida melhor, que enfrenta caos, violência, ônibus lotado e chova ou faça sol, tem sempre um sorriso no rosto. Eita povo abençoado e guardado por Deus. Não é a toa que o Cristo Redentor está de braços abertos olhando por nós! Um viva pra nós, os cariocas, que somos brasileiros e não desistimos nunca!”

Renato Sorriso, gari destaque no Carnaval

"Apesar de enfrentarmos algumas vezes situações tristes, o carioca não perde o brilho no olhar. Somos um povo feliz e que gosta de receber os turistas. A nossa cidade é maravilhosa e o sorriso é nossa força para seguir em frente.”

Serviço:

Missa pelos 454 anos do Rio de Janeiro. Santuário Basílica de São Sebastião - Rua Haddock Lobo, 266, Tijuca.

Celebração do Aniversário do Rio. Largo da Carioca, às 10h.

Exposição "O Pão de Açúcar e a cidade: um amor antigo". Av. Pasteur, 520 - Urca. Das 8h às 21h.

Você pode gostar
Comentários