Site denuncia mulher de intérprete da Império por uso de credencial falsa

De acordo com o Sambarazzo, Claudia Patrícia usava nome do veículo em documento. Procurada, ela disse estar tranquila e que em breve tudo será esclarecido

Por *Ana Mello

Claudia Patrícia é acusada de pular o carnaval com credencial falsa do portal de notícias Sambarazzo
Claudia Patrícia é acusada de pular o carnaval com credencial falsa do portal de notícias Sambarazzo -

Rio - O portal de notícias carnavalesco Sambarazzo denunciou, nesta quinta-feira, Claudia Patrícia, mulher do intérprete Anderson Paz, da escola de samba Império Serrano, de usar uma credencial falsa de jornalistas para curtir o Carnaval. Apesar das acusações, Claudia disse estar tranquila em relação ao ocorrido. A história foi descoberta após a mulher postar fotos nas redes sociais.

De acordo com o site, Claudia utilizou uma credencial, em nome do Sambarazzo, com a classificação "Liesa Pista", que dá acesso ilimitado à Sapucaí, inclusive o local por onde desfilam as agremiações. No entanto, segundo Alice Fernandes, editora do portal, os jornalistas não recebem esse tipo de concessão.

"Para terem acesso à pista, os jornalistas recebem a credencial 'Trânsito Livre/Armação' e precisam usar o colete de imprensa. Os únicos que recebem 'Liesa Pista' são assessores de imprensa das escolas de samba e entram no credenciamento da Liesa", explica.

Claudia Patrícia usou credencial em nome do portal de notícias Sambarazzo, com erro de identificação - Reprodução/Sambarazzo

Além desse fato, Claudia circulava com o documento registrado pelo Sambarazzo.com, mas a identificação usada pelo portal há quatro anos é Sambarazzo.com.br. 

"Independentemente da forma que ela adquiriu a credencial, ela estava no erro e sabia, porque nunca trabalhou no portal", continua Alice.

Procurada, Claudia Patrícia não rebateu às acusações e afirmou que acionou os advogados. "Estou completamente tranquila em relação ao ocorrido. O caso já está sendo apurado. Em breve será tudo esclarecido".

A Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro) também está analisando a denúncia do portal de notícias. De acordo com a assessoria da Liga, "todas as pessoas detectadas com credenciais que não atingiram os requisitos de segurança foram retiradas e os documentos recolhidos".

A organização informou ainda que existe uma regulamentação que proíbe a entrada de pessoas que já tenham sido identificadas com credenciais falsas nos próximos carnavais.

Segundo matéria publicada pelo Sambarazzo, pelo menos 100 documentos falsificados foram descobertos pelos seguranças do Sambódromo na segunda-feira de Carnaval. Um agente, que preferiu não se identificar, disse que só ele já havia identificado 30. 

Para Alice, no sábado das campeãs a fiscalização deve ser mais rígida para que esse tipo de fraude seja amenizado. "Isso tem que acabar", enfatiza.

* Estagiária, com supervisão de Cadu Bruno

 

 

Galeria de Fotos

Claudia Patrícia é acusada de pular o carnaval com credencial falsa do portal de notícias Sambarazzo Reprodução/Facebook
Claudia Patrícia usou credencial em nome do portal de notícias Sambarazzo, com erro de identificação Reprodução/Sambarazzo

Comentários