CPI da crise fiscal discute dívida ativa nesta segunda-feira

Montante devido por empresas passa de R$ 77 bilhões, porém, somente R$ 20 bilhões podem ser recuperados

Por O Dia

Rio - A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) que investiga as causas da crise fiscal do Estado vai se reunir, na segunda-feira (11), para discutir a cobrança da dívida ativa. Este será o primeiro tema a ser tratado pelo grupo. A CPI, que terá prazo de 90 dias, prorrogáveis por até 60 dias, vai investigar também os benefícios fiscais concedidos para empresas que tem dívidas com o governo estadual. 

“A dívida ativa no Rio está superior a R$ 77 bilhões, porém, somente R$ 20 bilhões podem ser recuperados. Vamos verificar também nesta CPI, a relação de devedores que continuam recebendo incentivos fiscais", afirma o presidente da CPI, deputado Luiz Paulo (PSDB).

Para a primeira reunião, serão convidados os titulares das Secretarias de Fazenda e Casa Civil, Procuradoria-Geral do Estado, Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas do Estado e Ministério Publico Estadual.

Comentários