Mulheres tomam ruas do Centro em protesto por igualdade de direitos

Marcha pretende ir da Candelária até a Cinelândia

Por Meia Hora

Mulheres tomam ruas em ato na Candelária
Mulheres tomam ruas em ato na Candelária -

Rio - Milhares de mulheres tomaram as ruas do Centro do Rio, desde o início da tarde desta sexta-feira, pedindo por igualdade de gênero, justiça pela morte da vereadora Marielle Franco (Psol) e protestando contra o governo do presidente Jair Bolsonaro e a reforma da Previdência. O ato começou em um trio do Ato Unificado do Dia Internacional da Luta das Mulheres. O trajeto seguirá da Candelária até a Cinelândia, em frente à Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj).

Organizado por diversos coletivos feministas, a marcha tem a presença confirmada de sete mil pessoas no evento do Facebook. Algumas manifestantes estão utilizando o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) como ponto de encontro para o protesto.

Mulheres tomam ruas em ato na Candelária - Reprodução / Internet

A estudante Brenda França, de 22 anos, contou que reparou a presença de pessoas contrárias ao movimento. "Um grupo estava gritando palavras de ódio. Eles também estavam falando do coisas a favor do governo de Bolsonaro e xingando as manifestantes", afirmou.  

Segundo o Centro de Operações Rio, por causa da manifestação, a Avenida Presidente Vargas está interditada. Além disso, a Linha 1 do VLT está suspensa no trecho. 

Galeria de Fotos

Mulheres tomam ruas em ato na Candelária Reprodução / Internet
Mulheres tomam ruas em ato na Candelária Reprodução / Internet