Mais de 10 mil garrafas de refrigerante são apreendidas em Barros Filho

De acordo com a polícia, as ações de fiscalização de mercadorias comercializadas nas estações de trem sem nota fiscal tem o objetivo de reprimir o roubo de cargas e diminuir a incidência desse tipo de crime

Por O Dia

Refrigerantes apreendidos
Refrigerantes apreendidos -

Rio - Policiais do Grupamento de Policiamento Ferroviário (GPFer) apreenderam mais de 10 mil garrafas de refrigerante caçulinha durante ação para verificar a venda de produtos suspeitos de pertencerem a cargas roubadas, na estação de Barros Filho, na Zona Norte do Rio, na tarde desta sexta-feira (8).

De acordo com a polícia, agentes do Serviço de Inteligência (P-2) da unidade apuravam uma denúncia sonre a existência de um depósito clandestino na estação, onde seria realizada a distribuição de refrigerantes oriundos de cargas roubadas para vendedores ambulantes e comerciantes locais.

Assim que chegaram, os PMs foram surpreendidos por disparos efetuados por criminosos da localidade conhecida como Bairro 13. Houve confronto. Assim que o tiroteio parou, os agentes conseguiram localizar dois depósitos, onde havia cerca de 18 mil garrafinhas de 237ml de Guaraná Antarctica.

O GPFer tem realizado diversas ações de fiscalização de mercadorias comercializadas nas estações de trem sem nota fiscal com o objetivo de reprimir o roubo de cargas e diminuir a incidência desse tipo de crime.

"Essa ações com certeza refletem na diminuição do roubo de cargas, pois a partir do momento em que as pessoas se conscientizarem de que a compra de produtos de procedência duvidosa financia esse crime, não haverá mais estímulo para a venda de mercadorias roubadas", ressaltou o major Wagner Marques, comandante do GPFer.

 

Comentários