Sushiman morador do Caju desaparece quando ia para o trabalho em Botafogo

Francisco Xavier Rodrigues de Lima foi visto pela última vez na estação do metrô de São Cristóvão

Por RAI AQUINO

Francisco estava no Rio há mais de 15 anos
Francisco estava no Rio há mais de 15 anos -

Rio - Há quase uma semana, familiares de Francisco Xavier Rodrigues de Lima, procuram pelo sushiman morador do Caju, na Zona Norte. O cearense de 32 anos, que está há mais de 15 no Rio, desapareceu na tarde da última quinta-feira, quando estava a caminho do trabalho, em Botafogo, na Zona Sul.

"Ele saiu da casa, pegou um Uber, mas como a (Avenida) Presidente Vargas estava fechada por causa do Carnaval, pediu para ficar no metrô de São Cristóvão", conta Maria das Graças de Lima, irmã de Francisco, que mora com ele no Caju.

O sushiman trabalha em um restaurante de Botafogo - Arquivo Pessoal

Do metrô, Francisco deveria ir para o trabalho, um restaurante em Botafogo, mas não chegou até lá e nem foi visto novamente. A irmã diz que e o sushiman era muito responsável e não estaria com nenhum problema, nem na vida pessoal, nem no trabalho.

"Dei por falta dele logo na quinta, quando disseram que ele tinha ido trabalhar e não voltou mais. Fui lá no trabalho dele e avisaram que a última vez que ele trabalhou foi na terça, já que na quarta estava de folga", a irmã relembra.

O desaparecido é morado do Caju - Arquivo Pessoal

Maria fez o registro do desaparecimento do irmão na Delegacia de Descobertas de Paradeiro (DDPA), esteve em hospitais e no IML a procura dele, mas nada. 

Pouco depois de conversar com o DIA, ela recebeu uma informação de que ele teria sido visto sujo no Méier. Até a publicação da reportagem, ainda não havia novidade sobre o paradeiro dele.

"A gente estava programando voltar para o Ceará daqui a quatro anos. Agora, estou me contentando em voltar sozinha", Maria lamenta.

No momento do desaparecimento, Francisco estava usando uma camisa azul clara, bermuda preta e tênis Olympikus laranja. Para ajudar na descoberta de seu paradeiro, o Disque Denúncia divulgou um cartaz com algumas informações sobre ele.

Cartaz para ajudar nas buscas pelo sushiman - Divulgação / Disque Denúncia

Galeria de Fotos

Francisco estava no Rio há mais de 15 anos Arquivo Pessoal
Cartaz para ajudar nas buscas pelo sushiman Divulgação / Disque Denúncia
O sushiman trabalha em um restaurante de Botafogo Arquivo Pessoal
O desaparecido é morado do Caju Arquivo Pessoal

Comentários