Pai de designer que teria sido morta pelo irmão soube do sumiço dela pela Internet

Ex-jogador de futebol Luis Antônio de Medeiros Senna é procurado por ter matado, esquartejado e desaparecido com o corpo da irmã, na Ilha do Governador

Por RAI AQUINO

O corpo de Samura foi encontrado esquartejado em uma praia da Ilha do Governador
O corpo de Samura foi encontrado esquartejado em uma praia da Ilha do Governador -

Rio - O pai da designer gráfica Samura Sento Sé Braz, de 34 anos, soube que a filha estava sendo procurada quando viu uma postagem de uma amiga dela pelo Facebook. Até então, o mergulhador não fazia ideia de que Samura estava desaparecida e muito menos de que tinha sido morta. Ele mora na Bahia.

Partes do corpo da designer foram encontrados na Praia do Rosa, na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio, onde ela morava, com o irmão, a cunhada e o sobrinho. O irmão, aliás, o ex-jogador de futebol Luis Antônio de Medeiros Senna, de 45, é procurado pela morte dela.

O ex-atleta teria matado a irmã com cerca de 30 facadas, esquartejado seu corpo e despejado-o na região onde foi encontrado. A motivação do crime seria uma disputa pela herança deixada pela mãe dos dois, que morreu em 2014.

Samura e o irmão - Arquivo Pessoal

No depoimento que prestou à Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), na Cidade da Polícia, no Jacaré, o mergulhador contou que Samura e Luis Antônio eram filhos adotivos. Ela foi adotada ainda bebê quando foi encontrada em uma caixa de sapato.

Além dos dois, o casal tem outro filho adotivo e dois biológicos. O terceiro adotivo e uma das irmãs biológicas moram na Bahia e o segundo biológico em Saquarema, na Baixada Fluminense.

No depoimento à Polícia Civil, o patriarca da família afirmou que nunca percebeu as desavenças entre Samura e Luis, mas que vizinhos sempre comentavam que eles viviam brigando. Ele também estranhou a versão dada pelo filho de que ela teria viajado para explicar seu desaparecimento.

Ex-jogador é considerado foragido da Justiça - Arquivo Pessoal

O Disque Denúncia divulgou, nesta quarta-feira, que está oferecendo uma recompensa de R$ 1 mil para quem der informações que levem à captura de Luis Antônio.

A entidade pede para quem tiver qualquer informação sobre ele pode entrar em contato através dos seguintes canais: WhatsApp ou Telegram do Portal dos Procurados: (21) 98849-6099 ou (21) 2253-1177; Facebook; ou pelo aplicativo "Disque Denúncia RJ".

Disque Denúncia oferece recompensa para captura do ex-jogador - Divulgação / Disque Denúncia

Galeria de Fotos

O corpo de Samura foi encontrado esquartejado em uma praia da Ilha do Governador Arquivo Pessoal
Samura e o irmão, Luis Antônio Arquivo Pessoal
Disque Denúncia oferece recompensa para captura do ex-jogador Divulgação / Disque Denúncia
Ex-jogador é considerado foragido da Justiça Arquivo Pessoal

Comentários