Trump avalia negociações com a China

"Se não for um ótimo acordo, não podemos fechá-lo", disse o presidente dos Estados Unidos

Por O Dia

Presidente da China, Xi Jinping, e Donald Trump, em encontro em 2017
Presidente da China, Xi Jinping, e Donald Trump, em encontro em 2017 -

As negociações comerciais entre os Estados Unidos e a China estão indo "muito bem", disse o presidente americano, Donald Trump, após o fim de uma nova rodada de negociações nesta sexta-feira em Pequim. Os dois países buscam um acordo que satisfaça as principais queixas de Trump sobre o tratamento desleal que, segundo afirma, as empresas de seu país recebem na China.

"O acordo comercial está indo muito bem. Vamos ver o que vai acontecer, mas está indo muito bem", declarou, de sua residência privada na Flórida, enquanto o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, e o representante comercial, Robert Lighthizer, voltavam para os EUA da última rodada de negociações com país oriental. Contudo, "terá que ser um ótimo acordo. Se não for um ótimo acordo, não podemos fechá-lo", afirmou o presidente.

Mais cedo, o conselheiro econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse à CNBC que "continuamos fazendo grandes avanços, inclusive durante essas negociações". "A última mensagem que temos é que conseguiram mais avanços", adiantou.

Trump mencionou várias vezes que está próximo um acordo que evite que ambos os países continuem se impondo tarifas milionárias, mas os negociadores minimizaram a possibilidade de que um entendimento seja iminente.

"As duas partes continuaram avançando durante as discussões sinceras e construtivas sobre as negociações e os próximos passos importantes", afirmou a Casa Branca em um comunicado nesta sexta-feira.

A rede estatal chinesa CCTV disse que a última rodada de negociações registrou "novos progressos", sem desenvolver o tema. O vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, liderará a delegação chinesa em um novo ciclo de negociações na semana que vem em Washington.

 

Comentários