Quinto suspeito de estupro coletivo, menor é apreendido em Itaguaí

Segundo a polícia, ele era um dos DJ's do baile funk onde a vítima estava e foi apreendido nesta terça-feira

Por O Dia

50ª DP investiga estupro coletivo em Itaguaí
50ª DP investiga estupro coletivo em Itaguaí -

Rio - Um adolescente de 16 anos, suspeito de participar do estupro coletivo contra uma menina de 13 anos, em Itaguaí, Região Metropolitana do Rio, foi apreendido na tarde desta terça-feira por policiais da 50ª DP (Itaguaí). Segundo a polícia, ele é o quinto dos 11 envolvidos no crime e aparece em alguns vídeos que circularam pelas redes sociais.

O menor era um dos DJ's do baile funk que ocorreu no dia do crime e aparece nas imagens instigando a vítima a retirar a parte de baixo da roupa. Ainda segundo os agentes, ele também aparece em outras cenas praticando "atos libidinosos no palco", ao comandar o evento. As investigações continuam para identificar os outros autores que aparecem nos vídeos divulgados e os participantes do estupro coletivo. 

Entenda o caso

O estupro coletivo contra uma menina de 13 anos teria acontecido durante o Carnaval, no dia 4 de março, na comunidade do Carvão. O crime ocorreu durante um baile funk, em que a jovem foi obrigada a ingerir bebida alcoólica e a ficar nua no evento.

Os estupradores levaram a adolescente à força para uma casa abandonada próxima ao local da festa, onde abusaram dela. O ato foi filmado e publicado nas redes sociais. De acordo com o depoimento da vítima, o estupro coletivo teve 11 homens envolvidos. Para o delegado do caso, as imagens gravadas foram cruciais para a identificação dos criminosos.

Até o momento, além do adolescente apreendido, foram presos Jorge Luis Peres, 18 anos, Higor Teixeira da Silva, 22 anos, e Nielson Correa Miguel, 28 anos, e Marcelo Mendes Moreira, 31 anos.

 

Comentários