As irmãs Doralice (à esquerda) e Gerlaine do Nascimento (à direita) - Arquivo Pessoal
As irmãs Doralice (à esquerda) e Gerlaine do Nascimento (à direita)Arquivo Pessoal
Por Jenifer Alves *

Rio - Doralice do Nascimento, de 55 anos, uma das três vítimas fatais do desabamento no Morro da Babilônia, no Leme, na madrugada desta terça-feira, morreu nos braços do próprio filho. Quando houve o deslizamento de terra em um dos três imóveis da família, ela e Gilson Cezar Cerqueira, 42, que também vivia no local, saíram rapidamente de casa para socorrer Gerlaine do Nascimento, de 53 anos, irmã de Doralice. Os três acabaram sendo soterrados. Maicon, filho de Doralice, conseguiu retirar a mãe dos escombros. Mas a mulher morreu a caminho do UPA.

"Ele conseguiu ver onde a mãe estava (soterrada embaixo dos escombros). Ele conseguiu resgatar a mãe dele ainda com vida. Teve ajuda dos moradores. Mas ela morreu nos braços dele a caminho da UPA", conta uma pessoa próxima da família. Apenas uma das três casas foi atingida pelo deslizamento. As outras duas residências não foram afetadas. Porém, a Defesa Civil condenou os imóveis. 

Vejas quem são as vítimas

Gilson Cezar, Doralice e Gerlaine Nascimento foram apenas três das dez mortes causadas pelas chuvas que atingem o Rio desde segunda-feira. As demais vítimas fatais das tragédias espalhadas pela cidade são, Leandro Ramos Pereira, de 40 anos, morto eletrocutado em Santa Cruz, ao tentar limpar o ralo enquanto salvava os móveis de casa; Marcelo Tavares, taxista, Lucia Xavier Sarmento Neves, de 63 anos e Júlia Neves Aché, de 6, neta de Lúcia, mortos após um deslizamento atingir o táxi que onde estavam, no morro atrás do shopping Rio Sul. Guilherme N. Fontes, de 30 anos, encontrado pelo Corpo de Bombeiros na Gávea; Reginaldo Exidro da Silva, corpo encontrado por moradores em Santa Cruz, na comunidade do Antares e um homem ainda não identificado, encontrado no Jardim Maravilha.

* Estagiária sob supervisão de Herculano Barreto Filho

 

Você pode gostar
Comentários