Imagem mostra bala alojada na cabeça de bebê ferido no útero da mãe

Radiografia divulgada pelo hospital mostra projetil alojado entre o couro cabeludo e a calota craniana

Por MARIA INEZ MAGALHÃES

Raio-X de Bernardo, baleado na cabeça ainda dentro do útero da mãe
Raio-X de Bernardo, baleado na cabeça ainda dentro do útero da mãe -

Rio - Uma radiografia mostrando uma bala alojada entre o couro cabeludo e a calota craniana. Este é o primeiro registro de Bernardo, um bebê prematuro de oito meses, que já nasceu sobrevivente, no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, na Zona Norte do Rio, no último domingo. A imagem foi divulgada pelo Hospital uma semana depois.

Bernardo e sua mãe, Inara Julio, estão se recuperando da cirurgia de emergência pela qual foram submetidos, e seguem clinicamente bem.

No último sábado, dia 7, Inara estava na porta de casa, na comunidade Terra Nostra, em Costa Barros, quando foi atingida por uma bala perdida que atravessou a sua perna e ficou alojada na cabeça do bebê, de apenas 32 semanas. 

A mãe e seu filho foram então submetidos a uma cesariana de emergência, no domingo. Bernardo foi operado para a retirada da bala na quarta-feira, por dois neurocirurgiões da rede municipal, e precisou ser reanimado na hora do parto – que foi um sucesso. A sedação do bebê foi retirada e ele já está respirando sem a ajuda de aparelhos, sendo tratado com antibióticos e se alimentando através de uma sonda. 

Exames realizados já tinham confirmado que não houve danos cerebrais provocados pela bala, e uma ultrassonografia realizada na quinta-feira, após a cirurgia para retirada da bala, mostrou que não há edema e nem sangramento na cabeça, segundo a assessoria do Hospital. 

Inara também está se recuperando bem. Ela foi transferida da Unidade Intermediária para a enfermaria e deve receber alta nos próximos dias. 

Comentários