Elias Almeida de Oliveira Reis foi preso nesta segunda-feira, pelo feminicídio da companheira, Luciana dos Santos - Arquivo Pessoal
Elias Almeida de Oliveira Reis foi preso nesta segunda-feira, pelo feminicídio da companheira, Luciana dos SantosArquivo Pessoal
Por O Dia

Rio - Foi preso na tarde desta segunda-feira o ex-integrante da Força Nacional, Elias Almeida Oliver Reis, acusado de feminicídio contra a companheira, Luciana Pereira dos Santos, em Queimados, na Baixada Fluminense. Elias teria espancado e baleado a mulher com um tiro na cabeça, na madrugada de sexta-feira. A prisão temporária foi feita por policiais civis da 55ª DP (Queimados), que investiga o caso.

De acordo com o Ministério da Justiça, Elias é militar reservista do Exército e atuou na Força Nacional de Segurança Pública entre 2017 e 2018. De acordo com a família de Luciana, ele tem histórico violento e possuía arma em casa.

Entenda o caso

Luciana e Elias moravam juntos há cerca de três anos e, segundo parentes da vítima, vinham discutindo com frequência há algumas semanas por conta de ciúmes. Na sexta-feira, a mulher não apareceu no trabalho. Parentes foram em busca de informações sobre o paradeiro de Luciana e, ao chegarem na casa onde ela morava, a encontraram caída no quarto, ferida com um tiro na cabeça. Ela chegou a ser socorrida para o Hospital da Posse, em Nova Iguaçu, onde passou por cirurgia, mas não resistiu.

Luciana foi enterrada no Cemitério Vale da Saudade, em Queimados, no domingo. Desde então, os familiares mobilizaram as redes sociais para denunciar o suspeito de ter cometido o crime. Elias Almeida já tinha sido identificado pela Polícia Civil e, segundo os parentes da vítima, se entregou nesta segunda-feira.

Você pode gostar
Comentários