Polícia apreende 300 mil maços de cigarros contrabandeados, avaliados em R$ 6 milhões

Apreensão ocorreu na Dutra, na altura de Seropédica, em operação conjunta das polícias Civil, Rodoviária Federal (PRF) e Militar, além da Receita Federal. Motorista disse que receberia R$ 8 mil pelo transporte e foi preso em flagrante

Por O Dia

Polícia apreendeu 300 mil maços de cigarros contrabandeados, avaliados em R$ 6 milhões
Polícia apreendeu 300 mil maços de cigarros contrabandeados, avaliados em R$ 6 milhões -

Rio - Uma operação conjunta entre a Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar e a Receita Federal apreenderam nesta quarta-feira um caminhão que transportava 300 mil maços de cigarro contrabandeados para o Rio de Janeiro, avaliados em R$ 6 milhões. O motorista foi interceptado na Dutra, na altura de Seropédica, na Baixada Fluminense. 

Segundo a Polícia Civil, com base em troca de informações entre as instituições envolvidas foi possível identificar que tinha como destino o Mercado São Sebastião, na Penha. As caixas de cigarros Gift estavam escondidas atrás de embalagens de edredons, na tentativa de ocultar o contrabando.

O motorista, identificado como Evanderson Oliveira Marques, de 32 anos, disse que receberia R$ 8 mil pelo transporte do contrabando. O veículo e o carregamento ilegal foram apreendidos e o motorista foi autuado em flagrante, sendo levado para a  22ª DP (Penha).

Segundo a Polícia Civil, informações indicam que a venda ilegal de cigarros contrabandeados se tornou uma das mais importantes fontes de lucro ilícito de milicianos e traficantes. "Não há dúvidas que o contrabando de cigarros está intimamente ligado a crimes graves e violentos que tiram a paz do carioca", diz a instituição.

A PRF vem intensificando as ações conjuntas com outras instituições para fortalecer o combate ao tráfico de armas, drogas, além do contrabando e descaminho. Operações integradas têm ocorrido e evitado a entrada no Rio de cerca de 2 milhões de maços de cigarros contrabandeados.

A ação conta também com a Receita Federal, evitando a sonegação de impostos com os cigarros vindos do Paraguai, que chega a R$ 9 bilhões por ano. A instituição tem adotado medidas administrativas e fiscais com o objetivo de aplicar multas a todos os envolvidos, além da apreensão do veículo transportador e de representação fiscal para fins penais.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários