Gastromotiva apresenta cardápio com alimentos totalmente aproveitados em evento em Botafogo

Iniciativa tem como objetivo utilizar a gastronomia como agente transformador social

Por Dejair Neto*

Rodrigo Sardinha, cozinheiro do Refettorio Gastromotiva
Rodrigo Sardinha, cozinheiro do Refettorio Gastromotiva -

Rio - Desperdício zero são as palavras-chave para uma iniciativa que busca utilizar alimentos que seriam facilmente descartados por pessoas e empresas. A Gastromotiva tem como objetivo ser um agente de promoção da dignidade e autonomia dos indivíduos a partir da gastronomia social. A busca pela inclusão social, educação e combate ao desperdício se misturam a um posicionamento sustentável, que leva alimento para a mesa de pessoas em situação de rua. Nesta semana, um evento em Botafogo mostra trabalho do projeto e seu cardápio.

Tomates amassados, uma "pintinha" naquela outra fruta, talos ou sementes, são muitas as partes dos produtos descartados que poderiam ser aproveitadas para matar a fome de pessoas em situação de vulnerabilidade social. Por isso, a Gastromotiva faz uso da economia circular, ou seja, existem parceiros que doam alimentos que iriam para o lixo por não serem mais comerciais e, a partir disso, é feito um trabalho para que eles sejam consumidos. Samantha Souza, de 36 anos, é gerente de impacto social da iniciativa e detalha o projeto.

"A Gastromotiva nasceu a partir da demanda de formação e inclusão produtiva especializada em Gastronomia com foco em indivíduos de baixa condição socioeconômica. Ao receber as doações, nossa equipe realiza a triagem dos insumos, categorizando o que se encontra apropriado ou não para o consumo. Nossos alunos são inseridos em todos os processos do Refettorio Gastromotiva e são estimulados a pensar o uso integral dos alimentos", disse Samantha.

Esses produtos são servidos todas as noites para pessoas em situação de rua, de segunda a sexta, das 18h às 19h, no Refettorio Gastromotiva, que fica na sede do projeto, na Lapa. O cardápio oferecido durante os almoços institucionais e jantares sociais é totalmente feito pelos alunos das oficinas do projeto.

Existem três cursos oferecidos gratuitamente: "Curso Profissionalizante em Cozinha", "Empreenda: Faça e Venda" e "Curso de Cozinheiro Profissional com ênfase na Gastronomia Social". Com a ajuda de voluntários, 24 funcionários e alguns parceiros, a propostas é de impacto social: transformar as diferentes realidades sociais e buscar inspirar e capacitar pessoas. Rodrigo Sardinha, 33 anos, é ex-aluno e atual cozinheiro do Reffetorio e conta sobre como o projeto mudou sua vida.

"Eu aprendi que a Gastronomia vai e precisa ir muito além. Ela é uma ferramenta de transformação social. Essa mudança de olhar e uso desta ferramenta faz com que todos se beneficiem, porque aprendemos a respeitar o alimento, mudamos a vida de jovens que sonham ser cozinheiros e ainda alimentamos com dignidade quem necessita", afirmou o cozinheiro.

Ele também será o responsável pela cozinha por trás do evento na Void de Botafogo, nos dia de hoje (17), a partir do meio dia. Lá, os visitantes poderão provar os pratos feitos com produtos totalmente aproveitados e conhecer um pouco mais da história e do trabalho realizado pela Gastromotiva.

Hambúrguer de costela e peito com queijo muçarela, ketchup de maça, picles de cebola roxa e maionese de agrião - Divulgação

"São dias que mostramos a potência do impacto do nosso trabalho e filosofia para quem não conhece nosso projeto ainda. Nossa equipe está bem animada para invadir a Void e compartilhar as inovações e criações que desenvolvemos na nossa cozinha", contou Rodrigo.

Sobre o cardápio do evento, os visitantes podem esperar os mais diversificados e improváveis pratos. De hambúrguer de beterraba e grão de bico a mix de chips de raízes, os pratos misturam alimentos e sensações. Entre ketchup de maçã e picles de cebola roxa e maionese de agrião, uma curiosidade é que o pão dos hambúrgueres será feito com o bagaço de malte disponibilizado por uma cerveja parceira do projeto, a TOAST, revalidando ainda mais a proposta da economia circular.

"Iremos oferecer sanduíches e snacks seguindo nossa linha contra o desperdício de alimentos e atendendo todos os públicos: amantes de carne, vegetarianos e veganos, entre outros. Nossa premissa é sermos inclusivos e democráticos. Será incrível e esperamos mostrar que é possível oferecer uma alimentação gostosa sem desperdício", explicou Rodrigo.

Hambúrguer de beterraba e grão de bico, com pesto de talos, geleia de maracujá com pimenta, queijo vegano e crispy de cenoura - Divulgação

 

*Estagiário supervisionado por Thiago Antunes

Galeria de Fotos

Hambúrguer de costela e peito com queijo muçarela, ketchup de maça, picles de cebola roxa e maionese de agrião Divulgação
Hambúrguer de beterraba e grão de bico, com pesto de talos, geleia de maracujá com pimenta, queijo vegano e crispy de cenoura Divulgação
Rodrigo Sardinha, cozinheiro do Refettorio Gastromotiva Divulgação

Comentários