Governo anuncia aumento das gratificações para agentes da Seap - Divulgação
Governo anuncia aumento das gratificações para agentes da SeapDivulgação
Por O Dia
Rio - O governador Wilson Witzel anunciou, nesta segunda-feira, um aumento das gratificações paga aos agentes da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). Os novos valores serão para diretores de unidades, subdiretores, chefes de segurança e disciplina, além de chefes de turma que atuam nos presídios fluminenses. Em alguns casos, o reajuste chega a 285%.
"Sabemos da dificuldade no Estado do Rio quando assumimos com um déficit de R$ 8 bilhões a ser superado, restos a pagar de R$ 17 milhões e também uma folha salarial que temos o compromisso de honrar. Hoje, não há risco de encerrarmos o ano sem ter dinheiro para pagar a folha de salários. Nós estamos anunciando o remanejamento da verba para as gratificações e, com isso, valorizamos algumas funções: diretores de unidades, subdiretores, chefes de segurança e disciplina e chefes de turma", disse Witzel.
Publicidade
Os gestores dos presídios recebiam gratificação de R$ 1.300. Agora, o valor varia conforme a complexidade de cada unidade. Para as de alta complexidade, a bonificação passou para R$ 5 mil, um reajuste de quase 285%. Nas de média, o valor foi para R$ 3 mil, ou 135% a mais. Já para as de baixa complexidade, os gestores receberão R$ 2 mil, 60% a mais.
Durante a cerimônia, que aconteceu no Complexo de Gericinó, em Bangu, Witzel também entregou 20 viaturas à Seap. Os veículos, adquiridos pelo Gabinete de Intervenção Federal (GIF), serão usados na rotina de transferência e transporte de presos em todas as 51 unidades prisionais do estado.
Publicidade
"A segurança pública não é apenas a Polícia Militar e a Polícia Civil. Também integram este sistema criminológico do Rio de Janeiro, a administração penitenciária e o Degase. Para que tudo isso funcione, é preciso ter efetividade no nosso trabalho e equipamentos para que possam trabalhar", completou Witzel.
De acordo com o secretário de Administração Penitenciária, Alexandre Azevedo, os veículos vão atender a uma necessidade, que é o aumento no número de deslocamentos de presos que precisam comparecer a audiências. "A partir de hoje, conseguiremos cumprir todas as rotas. Nós deslocamos 600 presos diariamente pelo estado. Nosso objetivo final é fazer os trâmites judiciários por videoconferência. Agora, iniciaremos a segunda fase, que é buscar soluções que limitem o translado de internos pelas vias do Rio".