Polícia encontra explosivo em quintal de homem que estaria envolvido na construção de prédios na Muzema

O explosivo, uma granada de morteiro 90mm usada em treinamentos militares, foi retirado pelo Esquadrão Antibombas da Core

Por O Dia

Morteiro estava enterrado em quintal de casa na Estrada do Pica Pau
Morteiro estava enterrado em quintal de casa na Estrada do Pica Pau -
Rio - Agentes da Polícia Civil encontraram um explosivo enterrado no quintal de uma casa na Estrada do Pica Pau, no Itanhangá, Zona Oeste do Rio, na manhã desta terça-feira. O endereço pertenceria a Renato Siqueira Ribeiro, um dos homens com prisão preventiva decretada por envolvimento no desabamento de dois prédios na Muzema, de acordo com reportagem do RJ1. Ele está foragido da Justiça.
Segundo a Polícia Militar, equipes do 31º BPM (Recreio) foram acionados para verificar o encontro de artefato explosivo. O explosivo, uma granada de morteiro 90mm usada em treinamentos militares, foi retirado pelo Esquadrão Antibombas da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core).
De acordo com informações da 16ª DP (Barra da Tijuca), o caso foi registrado e diligências estão sendo realizadas. As investigações estão em andamento.
No sábado, agentes da Polícia Civil prenderam Rafael Gomes da Costa, 26 anos, apontado como um dos vendedores dos apartamentos que caíram na comunidade da Muzema, no Itanhangá, Zona Oeste do Rio, no dia 12 de abril. Vinte e quatro pessoas morreram na tragédia. 
O homem é acusado de homicídio por dolo eventual ao lado de outros dois suspeitos. No dia 19 de abril, o Tribunal de Justiça havia decretado a prisão preventiva dele, José Bezerra de Lima, o Zé do Rolo, e Renato Siqueira Ribeiro. A dupla, no entanto, segue foragida. A polícia fluminense trabalha em parceria com investigadores de Pernambuco e Paraíba. É que os três suspeitos podem estar nestes dois estados do Nordeste.
 

Comentários