Assentos de transportes intermunicipais podem passar a ser preferenciais

O projeto seguirá para o governador Wilson Witzel, que tem até 15 dias úteis para sancionar ou vetar a medida

Por O Dia

Rio - A Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, nesta quarta-feira, em segunda discussão, o projeto que torna todos os assentos de transportes coletivos intermunicipais preferenciais. 
Segundo o projeto, o passageiro que não levantar para dar lugar a quem tem preferência, poderá ser multado em aproximadamente R$ 50, enquanto as empresas de transporte pagarão por volta de R$ 340 se a norma for descumprida. 
Rosenverg Reis, atual deputado estadual no Rio de Janeiro, ressaltou que o ideal é garantir que todos os passageiros possam viajar confortavelmente, mas em situações em que isso não for possível, é preciso atender àqueles que estão em condições mais frágeis. 
O projeto seguirá para o governador Wilson Witzel, que tem até 15 dias úteis para sancionar ou vetar.

Comentários