Corpo de jornalista assassinado na porta de casa em Maricá será enterrado nesta segunda

Robson Ferreira Giorno, de 45 anos, era dono do jornal 'O Maricá' e pretendia concorrer à prefeitura da cidade

Por O Dia

Giorno pretendia ser candidato a prefeito nas eleições de 2020
Giorno pretendia ser candidato a prefeito nas eleições de 2020 -
Rio - O corpo do jornalista Robson Ferreira Giorno, de 45 anos, dono do jornal "O Maricá”", morto a tiros na noite do último sábado, na porta de casa, no bairro do Boqueirão, em Maricá, na Região Metropolitana do Rio, será sepultado na tarde desta segunda-feira no Cemitério Municipal da cidade. O corpo do empresário permaneceu no Instituto Médico Legal (IML) de Niterói até a manhã de hoje.

Robson pretendia se candidatar à prefeitura de Maricá nas próximas eleições municipais e há algum tempo estaria sofrendo ameaças por sua atuação. Segundo fontes da Delegacia de Homicídios de NIterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI), nenhuma hipótese da investigação será descartada. Entretanto, a principal hipótese pela morte do jornalista é crime político.

Comentários