Vacinação contra a gripe foi prorrogada até o dia 15 de junho - Divulgação
Vacinação contra a gripe foi prorrogada até o dia 15 de junhoDivulgação
Por O Dia
Rio - Em menos de seis meses, a gripe influenza matou 28 pessoas em todo o estado do Rio, chegando ao mesmo número de óbitos registrados em todo o ano passado, segundo a Superintendência de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde (SES).
Os dados preocupam, pois apenas 70% do público-alvo da campanha contra o vírus foi vacinado, o que levou a prorrogação até o dia 15 para atingir a meta de 90% estabelecida pelo Ministério da Saúde.
Publicidade
O número de 70% representa cerca de 3,4 milhões de pessoas vacinadas. Este ano, foram notificados 105 casos de influenza. Dos 28 óbitos, 23 faziam parte do público-alvo da campanha. Em 2018, foram notificados 233 casos de influenza, com 28 óbitos. 

Hoje, 25 municípios já atingiram a meta de vacinar 90% do público-alvo. Outras 35 cidades apresentam taxa de cobertura entre 70% e 90%. No entanto, nove ainda estão com cobertura abaixo de 50%.
Vacinação contra gripe vai se estender até 15 de junho
Publicidade
A Secretaria de Estado de Saúde (SES) do Rio prorrogou a campanha de vacinação contra a gripe. As doses serão aplicadas até 15 de junho nos 92 municípios fluminenses. Na ocasião da prorrogação, apenas 54,5% do público-alvo tinha sido imunizado, com uma meta de cobertura vacinal de 90%.
A vacina trivalente, ofertada pelo Sistema Único de Saúde (SUS), protege o paciente contra os vírus H1N1, H3N2 e o influenza do tipo B Victoria. Além da vacina oferecida nos postos municipais, a secretaria tem promovido vários eventos de vacinação volante com o objetivo de estimular a imunização contra a gripe.
Publicidade
PÚBLICO-ALVO
Devem ser vacinas crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes e adolescentes. A vacina também está disponível para jovens de 12 a 21 anos de idade, população carcerária, funcionários do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e demais condições especiais, independentemente da idade. A vacinação também é destinada
aos professores das escolas públicas e privadas, além de policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas.