Rio bate recorde de assaltos em ônibus

Ontem, mais um caso foi registrado, com a morte de uma passageira que seguia para o trabalho às 4h30

Por O Dia

Luzimar (detalhe) levou um tiro no peito dentro do 383
Luzimar (detalhe) levou um tiro no peito dentro do 383 -
Rio - O Estado do Rio bateu recorde histórico de assaltos ocorridos dentro de ônibus em abril deste ano: foram 1.598 casos registrados, segundo o Instituto de Segurança Pública. Foi o mês com mais roubos, desde o início da série histórica, em 2003. Ontem, em mais um episódio desse tipo de crime houve uma vítima fatal: Luzimar Oliveira, de 49 anos, morreu com um tiro no peito.
A morte ocorreu dentro do ônibus da linha 383 (Realengo x Praça da República), por volta das 4h30 da manhã, em Campinho, Zona Norte. Dois homens anunciaram um assalto e, dois policiais militares que estavam dentro do coletivo reagiram. Ao tentar fugir da linha de tiros, a faxineira, que acordava todos os dias às 3h para se deslocar até uma academia de ginástica, na Zona Sul, onde trabalhava, foi atingida. Ela morreu na hora.
Outras duas pessoas ficaram feridas: Gelson Lourenço da Silva, 47, atingido no rosto; e Fabiano Batista Santa Bárbara, 41, baleado na coxa direita. Eles foram socorridos no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier. O estado de saúde deles é estável.
Agentes da Delegacia de Homicídios estiveram no local. Em análise preliminar, pela direção que o tiro que atingiu Luzimar teria percorrido, eles supõem que a bala deve ter partido da arma de um dos bandidos, embora um dos feridos, Fabiano Batista, afirme ter visto apenas os policiais atirarem (ver box). No local teriam sido encontradas uma pistola falsa e uma faca.
A Polícia Militar não se posicionou a respeito da postura dos agentes. Em coletiva, o governador Wilson Witzel disse que o comando da PM irá avaliar a ação e cobrar explicações. “Não somos imunes a erros, quando eles acontecem precisam ser avaliados, imediatamente corrigidos e todos os comandantes de batalhões vão receber orientação para que isso não aconteça novamente”, disse.
Primo de Luzimar, o comerciante Alcemir da Silva, lamentou a morte. “Ela ajudava todo mundo, dava a roupa do corpo. Estamos arrasados”.
Nos quatro primeiros meses deste ano foram registrados 5.857 roubos em ônibus — número superior a todo o ano de 2012, quando foram registrados 4.841 casos de assalto. 
Vítima que estava no coletivo diz ter visto apenas policiais atirarem
Um dos baleados durante a tentativa de assalto ao ônibus da linha 383, no fim da madrugada de ontem, disse que viu apenas os policiais atirando. Fabiano Batista Santa Bárbara, de 41 anos, foi atingido na coxa direita após o anúncio do assalto feito por dois criminosos.
Ao deixar o Hospital Salgado Filho, no Méier, para onde foi levado, Fabiano disse também que não viu nenhuma arma com os assaltantes. Ele se lembra de ter ouvido quatro tiros sendo disparados. Fabiano, que trabalha em um supermercado no Riachuelo, deixou o Salgado Filho, com uma atadura sobre o local do ferimento.
“Não fizeram nada (no hospital), só colocaram esse pano aqui”, ele apontou para a atadura na coxa direita. Já a Secretaria Municipal de Saúde informou que ele “foi medicado e passou por avaliações pelo cirurgião geral, pelo cirurgião ortopédico e pelo cirurgião vascular, além de fazer exames de imagem, que descartaram lesões graves em quaisquer estruturas importantes do corpo”.

Galeria de Fotos

Luzimar (detalhe) levou um tiro no peito dentro do 383 Gilvan de Souza
Fabiano Santa Bárbara foi baleado na coxa durante assalto Gilvan de Souza

Comentários