Idosa é morta pelo ex-companheiro com golpes de facão em Itaperuna

A motivação do crime teria sido por ciúmes

Por O Dia

Idosa é morta pelo ex-companheiro na Rua Alagoas, em Itaperuna, município do Rio de Janeiro
Idosa é morta pelo ex-companheiro na Rua Alagoas, em Itaperuna, município do Rio de Janeiro -
Rio - Uma idosa de 65 anos, identificada como Maria da Penha Moreira, foi morta, nesta quinta-feira, com golpes de facão em Itaperuna. O suspeito do crime seria seu ex-companheiro, Ademir Dos Santos, que foi preso por policiais da 143º DP (Itaperuna). 
De acordo com o chefe de investigação da delegacia, Evaldo Matheus, a motivação do crime teria sido por ciúmes, já que Maria da Penha estaria em outro relacionamento e Ademir não aceitava. 
Segundo os inspetores Wallace Bonilha e Herik Ribeiro, e o delegado titular, Sérgio Santana, a equipe foi até o bairro Lions, em Itaperuna, para atender uma ocorrência e, quando chegou ao local, na rua Alagoas, em frente ao número 171, encontrou a idosa sentada na calçada, sangrando e com cortes atrás da cabeça e no rosto.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e encaminhou a vítima até o hospital da região, São José do Avaí, mas a idosa não resistiu aos ferimentos e morreu após receber o atendimento na unidade de saúde.
Os policiais, iniciaram as buscas para localizar o suspeito e, após receber informações de moradores, foram ao endereço informado no bairro Cehab onde encontraram a bicicleta, o facão, roupas sujas de sangue e um documento de identificação. Ademir havia fugido para Boa Ventura e confessou o crime no momento da prisão. Ele foi encaminhado para a 143ª DP (Itaperuna) e responderá por homicídio. 
Ainda não há informações sobre o enterro da vítima. 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários