Operação da PM em Manguinhos que parou trem e fechou via prende 12 pessoas

Tiroteio durante ação interrompeu circulação de trens da SuperVia e interditou uma das principais via da região

Por O Dia

Operação aconteceu na manhã desta quarta
Operação aconteceu na manhã desta quarta -
Rio - Doze pessoas foram presas e quatro adolescentes foram apreendidos durante uma operação que a PM fez, na manhã desta quarta-feira, nas comunidades de Manguinhos e Mandela, na Zona Norte do Rio. Seis dos presos estavam foragidos do sistema prisional do estado.
De acordo com a Polícia Militar, antes de ser preso, um dos criminosos entrou em confronto com os agentes e foi baleado. Ele foi socorrido em um hospital da região.
A operação de hoje foi feita por agentes do Grupamento de Intervenções Táticas da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP). Eles foram à região após denúncias do setor de inteligência da secretaria. Além das prisões e apreensões foram apreendidos: 
. Uma pistola calibre .40 e oito carregadores
. Uma pistola falsa
. Droga (4kg de pasta base de cocaína, 634 pedras de crack, 467 tabletes de maconha, 166 pinos de cocaína, 61 sacolés de cocaína, 120 sacolés de haxixe, 104 frascos de loló e três frascos de lança-perfume)
. Quatro balanças de precisão
. Três radiotransmissores
Blindado da CPP participou da operação - Reginaldo Pimenta / Agência O Dia

TIROTEIO
Em um vídeo divulgado pelo aplicativo "OTT-RJ" é possível ouvir o tiroteio na região; confira!
 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Operação aconteceu na manhã desta quarta Reginaldo Pimenta / Agência O DIA
Operação na região de Manguinhos afetou circulação de trens e interditou a Leopoldo Bulhões Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia
Blindado da CPP participou da operação Reginaldo Pimenta / Agência O Dia

Comentários