Flordelis desabafa: 'Já me sentenciaram sem que eu tivesse um julgamento'

A deputada também falou que não existe ex-filho: 'Se foram meus filhos os assassinos quero que permaneçam presos, que sejam julgados e condenados. Deixem que a polícia termine seu trabalho e apresente o verdadeiro culpado ou os culpados'

Por O Dia

Flordelis e o pastor Anderson do Carmo
Flordelis e o pastor Anderson do Carmo -
Rio - A deputada federal Flordelis (PSD) usou as redes sociais para fazer um desabafo sobre os desdobramentos do caso do assassinato do seu marido, o pastor Anderson do Carmo, no dia 16 de junho. Ela disse que está sendo condenada sem "ter sido julgada" e que isso é ato um covarde.
"Já me sentenciaram sem que eu tivesse um julgamento. Acusar sem ter certeza é um ato indecente e covarde", escreveu na postagem. Ela também diz que é "mão e não existe ex-filho", se referindo aos filhos Flávio e Lucas dos Santos, que estão presos suspeitos pelo crime. A polícia diz que eles confessaram participação no assassinato.
"Se foram meus filhos os assassinos quero que permaneçam presos, que sejam julgados e condenados. E isso só torna a minha dor ainda maior. Mas, deixem que a polícia termine seu trabalho e apresente o verdadeiro culpado ou os verdadeiros culpados", falou.
Alguns filhos de Flordelis e Anderson estão se desassociando da missionária após o crime. Dois deixaram a igreja Ministério Flordelis. Um deles, Um deles, o vereador por São Gonçalo Misael, retirou o nome da mãe que era usado na vida política. 
Na última segunda-feira, Roberta Santos, uma das filhas da deputada federal reforçou que a família está rachada desde o assassinato do pai. "Dói. Cada dia que se passa dói mais ainda. Cada dia dói diferente. Nunca, nem nos meus piores pesadelos eu me imaginei sentindo essa dor. Temos a dor da perda, a dor da angústia, a dor da revolta, a dor da impunidade, a dor do medo, a dor das inúmeras perguntas e pior de todas as dores que é ver nossa família quebrada, rachada e destruída", postou em rede social.
 

Comentários