Ressaca causa estragos em quiosque e interdita pista no Leblon

Pista sentido Ipanema da Delfim Moreira amanheceu parcialmente fechada. Mobiliário do Azur, no Posto 11, foi parar na ciclovia

Por O Dia

Mar do Leblon avança sobre o Quiosque
Mar do Leblon avança sobre o Quiosque "azur", que tem parte de seus móveis destruídos. -
Rio - As ondas de até três metros previstas pela Marinha para as praias da Zona Sul neste fim de semana fizeram estrago na orla do Leblon, no fim da noite de ontem. Na altura do Posto 11, um quiosque foi parcialmente danificado e teve seu mobiliário deslocado para o calçadão. Um bolsão d'água causou a interdição parcial da Av. Delfim Moreira, segundo o Centro de Operações.

O cenário de destruição foi flagrado por pessoas que passavam pela orla do bairro por volta das 21h. Imagens mostram o as ondas alcançando as escadas na altura do Posto 12 e os móveis do quiosque Azur espalhados pela pista, sentido Ipanema. Garis passaram a manhã realizando a limpeza da área afetada. Ao todo, 27 profissionais da Comlurb estiveram na ação e mais de 12 toneladas de areia foram retiradas das pistas.

Galeria de Fotos

Mar do Leblon avançou sobre o Quiosque "azur" e espalhou areia pela orla Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Mar do Leblon avançou sobre o Quiosque "azur" e espalhou areia pela orla Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Mar do Leblon avançou sobre o Quiosque "azur" e espalhou areia pela orla Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Mar do Leblon avançou sobre o Quiosque "azur" e espalhou areia pela orla Estefan Radovicz / Agencia O Dia
Mar do Leblon avançou sobre o Quiosque "azur" e espalhou areia pela orla Estefan Radovicz / Agencia O Dia
De acordo com o Alerta Rio, a madrugada registrou ventos de até 60 km/h e a temperatura mínima foi de 12°C. O clima gelado é causado por uma massa de ar frio estacionada sobre a cidade desde a quinta-feira. 
O site ainda informa que o céu fica nublado a parcialmente nublado e há possibilidade de chuva fraca isolada à noite. Os ventos são de intensidade moderada e as temperaturas permanecem amenas.

Comentários