Maurílio Nogueira morreu após ser espancado na Rua Um, na Vila Canaan, em Duque de Caxias, na madrugada de segunda-feira - Reprodução/ Google Street View
Maurílio Nogueira morreu após ser espancado na Rua Um, na Vila Canaan, em Duque de Caxias, na madrugada de segunda-feiraReprodução/ Google Street View
Por Rafael Nascimento e Beatriz Perez
Rio - A polícia apura se uma briga de bar motivou a morte de um homem na madrugada de segunda-feira em Duque de Caxias. Um inquérito foi instaurado na Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) para investigar as circunstâncias da morte de Marcilio Alves Nogueira, 50. O corpo foi encaminhado para exame de necropsia no IML e diligências estão em andamento para esclarecer o caso.
Marcilio, que tinha cerca de 50 anos, foi espancado por dois homens. A vítima sofria de alcoolismo e era dependente químico, segundo uma pessoa que conhecia o homem e prefere não se identificar. Marcilio trabalhava como mecânico de automóveis em sua própria casa. Na madrugada em que foi espancado, ele estaria embriagado.  
Publicidade
"Estamos buscando informações sobre o fato. Entretanto, uma discussão pode ter motivado o homicídio”, disse o delegado Moisés Santana, titular da DHBF. Santana acrescentou que familiares da vítima também foram intimados a prestar esclarecimentos na especializada.
Uma perícia foi realizada no local e a polícia busca imagens de câmeras de segurança que poderão ajudar a identificar os autores do crime. Testemunhas deverão prestar depoimentos nos próximos dias. 
Publicidade
A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que policiais militares do 15ºBPM (Duque de Caxias) foram acionados para ocorrência na Rua Um, no bairro Vila Canaan, em Duque de Caxias, onde havia o corpo de um homem. O local foi isolado e o caso registrado na DHBF.