Faetec deve ganhar modernização e otimização de espaços e equipamentos multiusuários

Haverá um investimento de R$ 6 milhões

Por O Dia

 
Rio - O Secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), Leonardo Rodrigues, juntamente com o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ), Jerson Lima e o presidente da Faetec, Romulo Massacesi, juntamente com assessores dos órgãos mencionados assinaram nesta quinta-feira, o Programa de Apoio à Infraestrutura Laboratorial da Faetec 2019. O edital apoiará projetos que tenham como objetivo a modernização e otimização de espaços e equipamentos multiusuários na Faetec, que apresentarem grande potencial para o desenvolvimento do ensino técnico e de ambientes destinados à execução de projetos em diferentes áreas da ciência e tecnologia no estado do Rio de Janeiro.

O secretário Leonardo Rodrigues ressaltou que a parceria com a Faperj é de suma importância para o Programa de Apoio a Infraestrutura Laboratorial da Faetec. “Vamos oferecer a formação qualificada através de cursos gratuitos e com registros reconhecidos. Estamos visando cursos de interesse para a Faetec e que o nosso Estado necessita. Cursos como instalação e manutenção de energia fotovoltaica (energia elétrica produzida a partir de luz solar, e pode ser produzida mesmo em dias nublados ou chuvosos) e de mecânicos de aeronave são de extremo interesse para nós da Ciência e Tecnologia, afirmou o secretário.

Para o presidente da Faetec, Romulo Massacesi, o foco na inovação e reconstrução de laboratórios dentro da Faetec irá suprir e atender a realidade do Rio de Janeiro. “Estamos exercendo o papel de mediador entre a comunidade científica e a ponta, oferecendo cursos gratuitos para formar jovens que estudam na Rede Faetec. Eles vão sair aptos e com mão de obra qualificada para o mercado de trabalho”, disse Romulo. Ratificando a fala do presidente da Faetec, o presidente da Faperj, Jerson Lima, afirmou que a Fundação irá estimular parcerias entre todas as vinculadas da SECTI visando incluir todos no ecossistema da Ciência e Tecnologia.

No edital, serão apoiados até dez projetos coordenados por professores da Faetec, totalizando um investimento de R$ 6 milhões de reais na melhoria de instalações voltadas ao ensino técnico e ao desenvolvimento tecnológico do estado.

Comentários