'Cleusa de Mala e Cuia' tem visto para os Estados Unidos negado

Cabeleireira seria homenageada em Ohio

Por O Dia

Cleusa bombou na internet após processo de divórcio se arrastar por 25 anos
Cleusa bombou na internet após processo de divórcio se arrastar por 25 anos -
Rio - A vida agitada de Cleusa Cruz ganhou mais um episódio na última sexta-feira. Depois de viralizar na internet como a ‘Cleusa de Mala e Cuia’, a cabeleireira teve o visto para os Estados Unidos negado. Cleusa participaria, no fim de agosto, de uma festa beneficente da ONG Angels From America, que tem base em Ohio e ajuda financeiramente a biblioteca comunitária coordenada por ela na comunidade de Rio das Pedras, na Zona Oeste.
“Me disseram que não tinha como comprovar vínculos nos Estados Unidos. Tenho a cartaconvite carimbada e assinada, o CNPJ da ONG para comprovar sua existência e imposto de renda. Levei até meus extratos bancários e documento de propriedade da minha casa. Foi puro preconceito”, reclamou a cabeleireira. Ela seria a “convidada de honra” da festa ‘Carnaval Columbus’. Segundo Cleusa, o sentimento é de frustração, uma vez que tinha feito “todo um tumulto para poder estar na viagem”.
A cabeleira se tornou conhecida após desabafar em uma rede social sobre o processo de divórcio dela com o ex-marido, que já durava 25 anos. O trâmite para ter novamente o nome de solteira foi decisivo para que ela pudesse ter passaporte e visto legais.
“Condições de ir para os Estados Unidos eu não tenho, mas a ONG iria me levar com todas as despesas pagas. Deus me dá tudo na hora certa. Agora eu fico pensando, quem disse que eu quero ficar naquele país do Trump?”, brincou.
De acordo com Cleusa, Thomas House, responsável pela Angels From America, esteve no Rio no início do ano para visitar a biblioteca e comprar o material que seria utilizado na festa. A cabeleira, contudo, não poderá comparecer à comemoração que ajudou a criar. Em nota, o consulado americano informou que “por motivos de privacidade, não comentamos casos específicos de vistos”. 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários