Doadores de sangue vão ganhar cartões de passagem do metrô

Serão distribuídos 500 bilhetes unitários para quem doar ao Instituto na quinta e sexta-feira

Por O Dia

MetrôRio vai distribuir cartões de passagens para quem doar sangue no Hemorio
MetrôRio vai distribuir cartões de passagens para quem doar sangue no Hemorio -
Rio - Quem pretende doar sangue nesta quinta ou sexta-feira vai contar com ajuda para a passagem. O MetrôRio vai distribuir cartões de ida e volta, por ordem de chegada, para 500 pessoas que doarem sangue no Instituto.
O Instituto Estadual de Hematologia (Hemorio) abastece as principais emergências, maternidades e unidades de saúde da cidade do Rio, além de enviar sangue, quando necessário, para hospitais em todo o estado. Para manter os estoques em níveis seguros, o Hemorio precisa receber doação de aproximadamente 300 pessoas por dia. Entretanto, o Instituto só recebe, em média, 150 doadores diariamente.
Com o objetivo de incentivar a doação, a concessionária quer facilitar o transporte dos possíveis voluntários, e para isso, vai oferecer cartões unitários com duas passagens, uma para ressarcir a que o usuário pagou para chegar ao instituto e outra para que ele possa voltar. Para chegar ao Hemorio de metrô, o passageiro pode descer na estação Central e sair pelo acesso D - Praça da República. O Instituto fica na Rua Frei Caneca, nº 8, próximo ao Hospital Municipal Souza Aguiar, e recebe doadores das 7h às 18h.
Para ser um voluntário, é necessário ter entre 16 e 69 anos, pesar no mínimo 50 quilos, estar bem de saúde e portar um documento de identidade oficial com foto. Jovens de 16 e 17 anos só podem fazer a doação com a autorização dos pais ou responsáveis legais. Não é preciso estar em jejum, mas alimentos gordurosos devem ser evitados nas quatro horas que antecedem a doação. Não é recomendado ingerir bebidas alcoólicas por 12 horas antes do procedimento.
O doador não pode ter tido hepatite após os dez anos de idade, nem estar exposto à doenças transmissíveis pelo sangue, como AIDS, doença de chagas, hepatite e sífilis. Mulheres grávidas ou que estejam amamentando e usuários de drogas também não podem doar.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários