Equipe do Pronto-Socorro de São Gonçalo fez o primeiro atendimento ao bebê; PM que o resgatou chorou - Divulgação / Prefeitura de São Gonçalo
Equipe do Pronto-Socorro de São Gonçalo fez o primeiro atendimento ao bebê; PM que o resgatou chorouDivulgação / Prefeitura de São Gonçalo
Por Waleska Borges
Rio - Para tentar identificar a mãe do recém-nascido encontrado na terça-feira, abandonado embaixo de um carro, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, agentes da Polícia Civil fazem diligências na região. Eles estão em busca de imagens de câmeras de segurança instaladas no local. O caso foi registrado na 73ª DP (Neves) como crime de abandono de incapaz.
De acordo com a Prefeitura de São Gonçalo, o bebê já está sob os cuidados do Programa Família Acolhedora, de política pública protetiva, vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. Assim que a criança receber alta hospitalar, será assistida por um lar temporário, para adoção ou permanência com a família. No momento, a criança continua no Hospital Universitário Antônio Pedro (Huap), em Niterói.
Publicidade
De acordo com informações do hospital, o bebê — que recebeu o nome de Pedro — apresenta bom estado de saúde e permanece internado na UTI neonatal para realização de exames para descartar a possibilidade de qualquer infecção. Não há previsão de alta médica.
O menino foi encontrado por um estudante. Policiais militares do 7º BPM (Alcântara) foram para o local e acionaram o Corpo de Bombeiros. Assim que foi salvo, o bebê foi levado para o Pronto-Socorro Infantil de São Gonçalo. “Conversei com uma médica do hospital, que me disse que o bebê deve receber alta em até sete dias. Não tenho filhos e até pensei em adotá-lo, mas sei que é difícil. Vou fazer uma visita no dia da minha folga, no próximo sábado. Fiquei muito sensibilizado”, contou o PM Márcio Braga, que participou do resgate.