Agentes apreendem segunda arma usada para matar vereador

Policiais também recolheram drogas em comunidade

Por O Dia

Segundo agentes, pistola apreendida foi uma das armas usadas no assassinato do vereador Ciraldo Fernandes
Segundo agentes, pistola apreendida foi uma das armas usadas no assassinato do vereador Ciraldo Fernandes -
Rio - Policiais da 118ª DP (Araruama) apreenderam, nesta quinta-feira, a segunda arma utilizada no assassinato do vereador Ciraldo Fernandes da Silva no bairro Fazendinha, em Araruama, na Região dos Lagos. Os agentes localizaram a pistola calibre 9mm em um depósito de traficantes na região e apreenderam grande quantidade de drogas.
A delegada Janaina Peregrino, titular da distrital, informou que os policiais ainda buscam por Guilherme Faria de Assis Figueiredo, 26 anos. Guilherme e o comparsa, Yuri dos Santos Ortega Santana, 18, são suspeitos de matar o vereador. Yuri foi preso na terça-feira. Ainda conforme Janaina, a ação de hoje provocou prejuízo de R$ 60 mil ao tráfico local.
O vereador foi morto com pelo menos sete tiros na noite do dia 8. De acordo com as investigações, ele estava em um bingo, próximo à comunidade UTA, quando Yuri e Guilherme passaram em uma moto e atiraram contra ele. O político morreu na hora.
De acordo com a titular da 118ª DP, o assassinato do vereador, que tem uma loja de material de construção no município, aconteceu por causa de uma desavença entre ele o tráfico de drogas da região. Inicialmente, havia a informação de que ele teria sido morto por se recusar a pagar propina a traficantes.
"A investigação ainda tem trechos sigilosos por causa da necessidade de preservar diligências", a delegada reforça.

Comentários