Polícia Civil prende traficante do Complexo da Maré em São Paulo

Investigações apontam que Leozinho do PU ou Leo Cavanhaque era o responsável pela contabilidade do tráfico do Comando Vermelho

Por Thuany Dossares

Leonan Anderson Vidal Lopes, mais conhecido como Leozinho do PU ou Leo Cavanhaque, foi encontrado em casa de classe média em São Paulo
Leonan Anderson Vidal Lopes, mais conhecido como Leozinho do PU ou Leo Cavanhaque, foi encontrado em casa de classe média em São Paulo -
Rio - Apontado como um dos responsáveis pela contabilidade do tráfico do Comando Vermelho,  Leonan Anderson Vidal Lopes, mais conhecido como Leozinho do PU ou Leo Cavanhaque, foi preso na tarde de terça-feira, em São Paulo, por policiais da Delegacia de Combate as Drogas (DCOD). O suspeito era oriundo da favela Parque União, no Complexo da Maré, Zona Norte do Rio. 

De acordo com as investigações, Leo Cavanhaque organizava a movimentação financeira dos negócios ilícitos da quadrilha. Além disso, o suspeito também era o responsável pelo abastecimento de drogas nas comunidades com o tráfico dominado pelo Comando Vermelho. "O que as investigações apontam é que uma vez que a droga chegava no Parque União era ele quem fazia esse controle e o intercâmbio com outras comunidades", explicou o delegado Reginaldo Félix, titular da DCOD, que garantiu que as investigações irão continuar.

Segundo a Polícia Civil, Leo Cavanhaque é um dos homens de confiança do líder do tráfico do Parque União, Jorge Luiz Moura Barbosa, o Alvarenga, que está foragido da justiça.

Através de um trabalho de inteligência, os agentes localizaram o suspeito em Jardim Guarapiranga, São Paulo, e o prenderam numa casa de classe média. Contra Leo Cavanhaque, foi cumprido mandado de prisão por tráfico de drogas e associação ao tráfico.  

Comentários