Libras e tecnologia: o futuro da inclusão

No Dia Nacional do Surdo, Senac vai promover debates sobre acessibilidade através dos meios digitais

Por O Dia

Libras é um conjunto de formas gestuais utilizado por deficientes auditivos para a comunicação
Libras é um conjunto de formas gestuais utilizado por deficientes auditivos para a comunicação -

Rio - Entre as muitas funções sociais do Senac RJ, a inclusão é um dos destaques. Tal preocupação está na pauta da instituição em cursos e atividades, e não poderia ser diferente no Dia Nacional do Surdo, que será comemorado na próxima quinta-feira, dia 26 de setembro. O Senac irá celebrar a data com uma programação sobre a linguagem de Libras, que inclui palestras, painéis e uma intervenção na Língua Brasileira de Sinais.

Com inscrições gratuitas (veja box), o evento acontecerá no auditório da sede do Senac RJ, no Flamengo, Zona Sul carioca, e terá como tema central "Libras e as tecnologias digitais: acessibilidade e inclusão digital do surdo". O objetivo é abordar como as novas tecnologias digitais podem auxiliar na inclusão do surdo na sociedade.

"Temos vários aplicativos gratuitos para isso e a tradução de sites funciona a contento. Entretanto, no momento, poucos sites disponibilizam o plugin para tradução em Libras. Nosso objetivo com o evento é abordar a importância dessas ferramentas e contribuir para disseminar esse conhecimento ", explica Mauro Coelho, gerente de Produtos de Desenvolvimento Educacional e Social do Senac RJ.

Na programação, será apresentada a palestra "Inscrições, registros e memórias surdas em produções visuais digitais", do professor do Instituto Nacional de Educação dos Surdos (Ines), Luiz Alexandre da Silva Rosado. Na sequência, o painel "O uso do aplicativo de Libras na comunicação entre surdos e ouvintes" reunirá profissionais das start ups Hand Talk e Map Innovation.

"A Produção de conteúdo digital em Libras: Influenciadores digitais na comunidade surda" é o tema da segunda palestra, que será ministrada pelo ator, professor, pesquisador de Libras e youtuber, Bruno Ramos. Ele também protagoniza a intervenção em Libras "O Papagaio do Rei", que encerra a programação.

"A narrativa artística sensibiliza as pessoas de maneira mais leve e informal, e a ideia é mostrar que a ausência da fala não compromete a capacidade cognitiva nem limita os campos de atuação do indivíduo", ressalta Mauro.

Cursos de especialização

Além do evento do Dia Nacional do Surdo, o Senac RJ destaca-se pelos cursos de Libras que oferece para estudantes em três níveis: Básico, Avançado e Conversação. Nas aulas, há atividades práticas e teóricas para estimular o processo criativo e a desenvoltura do aluno.

Segundo a instituição, em 2018 o número de turmas dos cursos de Libras triplicou, passando de seis, em 2017, para 18, no ano passado. Já o número de inscritos cresceu 175%.

Segundo Mauro, a busca maior pelo tema Libras se deve ao surgimento de vários movimentos, leis e programas de inclusão no Brasil. "Além disso, há uma necessidade de mercado para atender melhor esta comunidade, o que contribui para o maior interesse das pessoas pela Libras e o crescimento da procura pelos cursos", diz.

Isso sem falar na expansão do mercado de trabalho para os profissionais que falam esse idioma após o reconhecimento da Libras como a segunda língua oficial do país, em 2002, o que viabilizou a inclusão da comunidade surda em diversos espaços sociais.

Celebração

O dia 26 de setembro foi escolhido como Dia Nacional do Surdo por ser a data da fundação do Instituto Nacional de Educação dos Surdos (Ines). A entidade se dedica à educação de surdos e ao ensino bilíngue (libras-português). A disseminação do ensino de Libras, principalmente para ouvintes, é uma forma de inclusão social do surdo, facilitando a sua comunicação com as demais pessoas.

De acordo com o Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 2010, o Brasil tem 9,7 milhões de pessoas surdas, o que representa 5,1% da população do país. No que se refere à faixa etária, quase 1 milhão são crianças e jovens de até 19 anos.

Programação

Dia 26, das 9h às 13h, no Senac: Rua Marquês de Abrantes 99, Flamengo

9h15 - "Inscrições, registros e memórias surdas em produções visuais digitais"
10h15 - "O uso do aplicativo de Libras na comunicação entre surdos e ouvintes"
11h15 - "A Produção de conteúdo digital em Libras"
12h15 - "O Papagaio do Rei"

Inscrições gratuitas em http://relacionamento.rj.senac.br/forms/index.asp?id=2694
 
Informações: (21) 4020-2101
 
Vagas limitadas

Comentários