Mais Lidas

Mourão atribui morte de Agatha à 'guerra do narcotráfico'

Declaração foi feita em resposta à imprensa quando o presidente interino chegava ao Prédio da Vice-Presidência, em Brasília

Por O Dia

Presidente em exercício Hamilton Mourão: defesa da polícia
Presidente em exercício Hamilton Mourão: defesa da polícia -
Rio - O presidente interino Hamilton Mourão afirmou nesta segunda-feira que a morte de Agatha Vitória Sales Félix, 8, é resultado da "guerra do narcotráfico". A declaração foi feita em resposta à imprensa quando o general da reserva chegava ao Prédio da Vice-Presidência, em Brasília. 
"Isso é a guerra do narcotráfico", disse Mourão, quando questionado sobre a morte.
O presidente Jair Bolsonaro não se pronunciou sobre o caso. Ele viajou na manhã desta segunda para participar da Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas).
A Polícia Civil deve ouvir, nesta segunda-feira, os policiais militares envolvidos na ação que ocasionou a morte da pequena Agatha Vitória Sales Félix, de 8 anos, na noite de sexta-feira, no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio. A Kombi onde a menina estava já está no pátio da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), na Barra da Tijuca, na Zona Oeste, onde passou por perícia. O veículo tem apenas uma marca de tiro.
De acordo com o titular da DHC, o delegado Daniel Rosa, os PMs, lotados na UPP Fazendinha, devem chegar para prestar depoimento por volta das 11h. As armas usadas por eles já foram encaminhadas para perícia, assim como o projétil retirado do corpo da criança.
Agatha morreu na madrugada de sábado no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. A menina foi atingida por um tiro nas costas. Ela estava em uma kombi com a mãe. A família e moradores denunciam que policiais da UPP Fazendinha teriam atirado contra dois homens em uma moto, acertando a criança.
A criança, que morreu de forma precoce, tinha o sonho de se tornar bailarina. Ela era uma aluna nota dez na escola de balé que frequentava.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários