Mais Lidas

Reconstituição do caso Ágatha será nesta terça-feira

Horário da simulação ainda não foi divulgado, mas deve acontecer por volta das 20h. A intenção é reproduzir as mesmas condições - sobretudo de luminosidade - de quando a menina foi atingida e obter mais detalhes de como aconteceu o crime

Por O Dia

Ágatha Félix, de 8 anos, foi morta em setembro deste ano, no Complexo do Alemão
Ágatha Félix, de 8 anos, foi morta em setembro deste ano, no Complexo do Alemão -
Rio - Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital realizarão hoje a reprodução simulada da morte da menina Ágatha Félix, baleada no último dia 20, aos 8 anos, quando voltava para casa com sua mãe, de Kombi, na Fazendinha, no Complexo do Alemão.

O horário da simulação ainda não foi divulgado, mas deve acontecer por volta das 20h. A intenção é reproduzir as mesmas condições - sobretudo de luminosidade - de quando a menina foi atingida e obter mais detalhes de como aconteceu o crime.

Vanessa Francisco Sales e Adegilson Félix, pais da vítima, além de um casal de tios da criança confirmaram que participarão da reconstituição. A mãe da criança era quem a acompanhava quando a menina foi atingida.

Enquanto familiares da criança dizem que PMs da UPP Fazendinha fizeram disparos contra uma moto que passava próximo à Kombi, os agentes alegam que revidaram disparos de criminosos.

Onze PMs que estavam de serviço no dia do crime foram ouvidos. Depois, um outro grupo também foi interrogado. Os armamentos pelos praças estão sendo periciados. Laudo realizado no fragmento de projétil retirado do corpo da criança indica que o material é compatível com projétil de fuzil. 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários