Inspetores de penitenciária são suspeitos de permitirem entrada de churrasco para presos em Campos

De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária, eles foram transferidos da unidade e passarão por um processo disciplinar

Por O Dia

Presídio Carlos Tinoco da Fonseca
Presídio Carlos Tinoco da Fonseca -
Rio - Dois agentes penitenciários do Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, são suspeitos de terem permitido a entrada de quentinhas com churrasco para um preso da unidade.
De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), o alimento seria destinado a José Maurício Ferreira dos Santos Junior, que é acusado de ter planejado o sequestro de um amigo em dezembro de 2018.
A Seap informou ainda que o preso que seria beneficiado, foi colocado em isolamento preventivo. Os dois inspetores suspeitos de envolvimento no caso estão respondendo a Processo Administrativo Disciplinar (PAD) e foram transferidos da unidade. 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro