Nova Iguaçu ganha pacote de obras de infraestrutura

Serão investidos R$ 140 milhões em saneamento e pavimentação na cidade

Por Maria Luisa de Melo

Uma das intervenções será a macrodrenagem no Rio Botas
Uma das intervenções será a macrodrenagem no Rio Botas -

Rio - Com muitos quilômetros sem pavimentação e saneamento básico, a cidade de Nova Iguaçu, a quarta maior do Estado do Rio, receberá novas obras ainda neste ano. As intervenções serão possíveis graças a financiamento recém-autorizado de R$ 140 milhões da Caixa Econômica Federal.

Na lista de obras que serão realizadas estão a pavimentação das ruas e saneamento em uma das regiões mais carentes da cidade, nas imediações da Estrada de Madureira, que engloba bairros como Lagoinha e KM 32. Além das intervenções, também foi iniciada a macrodrenagem do Rio Botas, que atravessa o município e que visa reduzir o impacto das chuvas e enchentes.

A intervenção deve beneficiar diretamente cerca de 50 mil habitantes que vivem nas redondezas. Para tanto, cerca de 360 famílias que viviam nas imediações do rio foram transferidas para imóveis do Programa de Aceleração do Crescimento. "Só na região da Estrada de Madureira vamos investir cerca de R$ 30 milhões, mas é uma gota no oceano. O necessário mesmo seriam cerca de R$ 300 a R$ 400 milhões", diz o prefeito Rogério Lisboa.

"Quando eu assumi a prefeitura não havia nenhuma capacidade de endividamento. Passei os dois primeiros anos de governo sem essa capacidade, por conta das dívidas que a cidade tinha. Agora, já no terceiro ano de administração, a Caixa aceitou fazer um contrato de financiamento", explicou o prefeito.

Os recursos do financiamento servirão ainda para a reforma de 30 escolas da rede pública iguaçuana, além de mais de 40 praças. O prefeito Rogério Lisboa afirma ainda que está construindo seis novas creches.

Na atual gestão, a rede pública do município, com cerca de 70 mil habitantes, passou a contar com consultórios itinerantes para estudantes. Ao todo, cinco ônibus rodam pelas unidades de educação oferecendo atendimento para dez especialidades, como Psicologia e Pediatria.

Para casos mais complexos, novas consultas e exames são marcados por tais equipes, automaticamente, por meio do sistema de regulação municipal. Ainda de acordo com Lisboa, até o fim do próximo ano a cidade terá maioria absoluta dos postos de saúde realizando exames de sangue.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários