Caixão de jovem morto pela polícia 'faz gol' durante homenagem

Família de Jardeson Rodrigo Rodrigues Martins, de 21 anos, diz que homem foi assassinado quando saiu para comprar um lanche

Por O Dia

Jovens fazem oração em volta do caixão Jardeson Rodrigues Martins
Jovens fazem oração em volta do caixão Jardeson Rodrigues Martins -
Rio - Uma homenagem de amigos a um jovem morto pela polícia em Fortaleza no Ceará chama atenção e viralizou nas redes. No vídeo o caixão com Jardeson Rodrigo Rodrigues Martins, de 21 anos, é posicionado perto do gol em um campo de futebol. Um amigo "toca para a urna que contém o corpo, que "marca" o gol. Esta foi a homenagem inusitada oferecida pelos amigos ao rapaz morto na última quinta-feira no bairro Padre Andrade, em Fortaleza.

O vídeo foi publicado na página 'Padre Andrade Ordinario' no Instagram. É possível ver os amigos reunidos em oração em volta do caixão.Uma morte por intervenção policial foi registrada na comunidade de Padre Andrade, em Fortaleza.
A família do jovem diz que Jardeson foi assassinado quando saiu para comprar um lanche, segundo o jornal Diário do Nordeste. A PM do Ceará afirma que ele disparou contra os agentes.

"Um policial já desceu do carro atirando. Meu filho saiu correndo e conseguiu ir para outra rua. Ficou abaixado, escondido. Quando pensou que a Polícia já tinha passado, se levantou. Foi quando um policial atirou na nuca dele. Me contaram que quando viram que tinham matado, trocaram de viatura e ainda levaram meu filho para a UPA do Pirambu. Só para dizer que tinham socorrido, mas ele já estava morto", disse Gilson Martins dos Santos, pai de Jardeson, ao jornal. 
A Polícia Militar disse em nota que a polícia avistou o jovem correndo com a mão na cintura e que ele fugiu diante da abordagem, mais à frente, segue a polícia, efetuou alguns disparos de arma de fogo em direção aos militares, "que revidaram a injusta agressão". Os militares dizem que ele estava armado. Mas imagens de uma câmera de segurança indicam que Jardeson levou um tiro nas costas e estava sem arma. 

Ele tinha antecedentes criminais por Roubo e Desacato.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários