Justiça determina internação compulsória de casal de franceses com suspeita de coronavírus

De acordo com prefeitura de Paraty, turistas queriam deixar unidade de saúde

Por O Dia

Hospital de Paraty
Hospital de Paraty -
Rio - O Tribunal de Justiça do Rio permitiu que a prefeitura de Paraty, na Costa Verde, mantenha um casal de franceses suspeito de ter contraído o coronavírus em internação hospitalar. A medida foi tomada após o município informar que os turistas insistiam em deixar a unidade de saúde.

A Guarda Municipal mantém os franceses no hospital, de acordo com o pedido feito ao Poder Judiciário. Em nota, a prefeitura de Paraty informou que todos os protocolos de seguranças estabelecidos por lei foram e estão sendo cumpridos. “Não há motivo para pânico”, disse o município no texto.
Os turistas chegaram ao Rio no dia 20 de fevereiro, após passarem por Barcelona, na Espanha, e ficarem na capital até o dia 24, quando seguiram para Paraty. Quando apresentaram os primeiros sintomas de gripe, foram internados nesta quinta-feira, no Hospital Municipal Hugo Miranda. Eles estão entre os nove casos do Estado do Rio, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES). 

Confira a nota da Prefeitura de Paraty na íntegra:

A Prefeitura de Paraty informa que, por determinação do Ministério da Saúde, turistas estrangeiros que buscam atendimento na rede municipal com sintomas de doenças respiratórias e provenientes dos 16 países com circulação ativa do vírus passaram a ser orientados a permanecer em observação até resultados conclusivos de exames. A equipe do Hospital Municipal vem monitorando, desde a quinta-feira, 27, um casal de franceses que buscou atendimento na unidade. Conforme protocolo do Ministério da Saúde, o casal teve material coletado para análise e enviado ao LACEN-RJ (Laboratório Central de Saúde Pública) e o resultado deve sair em até 48 horas. A Prefeitura destaca que se tratam de dois casos suspeitos e que os dois pacientes estão em áreas isoladas, não havendo motivo para alarme por parte da população. A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica e Vigilância Sanitária, estão acompanhando os casos junto à Secretaria Estadual de Saúde e Vigilância Estadual.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários